A produção foi anunciada em 2017, mas só agora chega ao ecrã da Netflix. 12 anos depois do desaparecimento de Madeleine McCann em Portugal, um novo documentário explora o caso através de perspetivas inéditas. A série já tem trailer e estreia marcada, em Portugal, para sexta feira, 15 de março.

Com um orçamento de 24 milhões de euros, The Disappearance of Madeleine McCann terá oito partes, de uma hora cada. Os episódios compilam 120 horas de entrevistas com mais de 40 pessoas, imagens de arquivo e reconstituições sobre o que terá acontecido, analisando-se os acontecimentos e a investigação das autoridades.

trailer da série, que promete uma abordagem “única” nos factos relativos ao caso, foi revelado esta quinta feira (14) pela Netflix, a apenas um dia da estreia. A série documental é realizada por Chris Smith, responsável pelo sucesso Fyre: O Grande Evento que Nunca Aconteceu.

A série documental chega ao catálogo português do serviço de streaming em simultâneo com o lançamento internacional.

Os pais não participam nos depoimentos

Apesar de conter entrevistas com investigadores, jornalistas e até amigos da família de Madeleine, os pais da criança, Kate e Gerry McCann, não contribuíram para a produção. Através de um comunicado, dizem que não compreendem “como é que este programa vai ajudar nas buscas por Madeleine,” podendo “prejudicar” as investigações ainda ativas.

Madeleine McCan desapareceu a 3 de maio de 2007 na Praia da Luz, no Algarve. 12 anos depois, continuam a não existir pistas acerca do seu paradeiro ou do que terá acontecido à criança inglesa.