Once in Fado
Once in Fado

Livro ‘As Guerras do Fado’: da censura à consagração

O fado, hoje considerado Património Cultural Imaterial da Humanidade, nem sempre foi valorizado e enaltecido. Alberto Franco leva o leitor numa viagem até ao passado e conta, em As Guerras do Fado, a história da “canção nacional”.

Os ódios e os amores, a censura e a consagração

Alberto Franco, jornalista, autor e letrista de fado, presenteia o leitor com um livro repleto de curiosidades, onde são descritos os ódios e os amores que o “canto da Severa” suscitou ao longo da história.

As Guerras do Fado
Fonte: Wook

O nobre cântico português já foi outrora vítima de ataques, pouco depois do seu aparecimento. Alguns intelectuais associavam-no ao crime e achavam-no “mórbido, lutuoso e indigno duma nação civilizada”.

Para que este género musical se tornasse consagrado, os seus amantes passaram “as passas do Algarve”. O fado foi no passado censurado pela sua irreverência e desrespeitado pelos bons costumes.

As curiosidades do fado

O fado foi confundido com propaganda do Estado Novo. Os movimentos antifascistas viam o fado como um instrumento de ditadura associado a três “efes”: Fátima, futebol e fado.

E Salazar? Salazar gostava de fado? Não.

O fado era de tal forma odiado e descredibilizado que foi acusado, pelo médico Samuel Maia, de fazer mal ao fígado.

Nem mesmo Amália Rodrigues reuniu consenso. A fadista foi criticada por entoar versos de Luis Vaz de Camões.

Amália Rodrigues
Amália Rodrigues / Fonte: YouTube

Eça de Queiroz era um apreciador de fado? Não. A verdade é que o escritor não escondeu a sua rejeição à canção popular e numa crónica publicada em 1867, na Gazeta de Portugal, disse que o fado não passava de uma comédia encenada “no hospital e na enxovia”.

“As Guerras do Fado”

O livro de Alberto Franco, publicado pela Guerra e Paz com o apoio da Sociedade Portuguesa de Autores, chega dia 6 de março às livrarias e promete confirmar a frase de Fernando Pessoa, “primeiro estranha-se, depois entranha-se”.

Lê Também: ‘Terra Incógnita’, a Nova Coleção de Literatura de Viagens da Editora Quetzal

 

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
1994 série
‘1994’. Os bastidores da ascensão de Berlusconi regressam à RTP2