Há mais uma cadeia de restaurantes que declarou guerra ao plástico. O Prego da Peixaria deixou, oficialmente, de servir bebidas com palhinhas de plástico.

A medida faz parte da recém-anunciada estratégia do governo, que quer acabar com as palhinhas e outro tipo de utensílios de plástico em Portugal, até 2021.

https://www.instagram.com/p/BuY7_vIHMEY/

Em substituição do plástico, o Prego da Peixaria optou por palhinhas feitas de trigo – uma espécie de massa, que vão ser servidas com os sumos e smoothies de toda a carta.

O Prego da Peixaria tem restaurantes em Algés, Alvalade, no Saldanha e Mercado da Ribeira, e todos vão adotar esta medida.

LÊ TAMBÉM: REDUZIR O PLÁSTICO: DEZ FORMAS E PRODUTOS ALTERNATIVOS

Em Lisboa, o Prego da Peixaria não é o primeiro a querer reduzir o uso de plástico. Também outros restaurantes, bares e discotecas têm deixado o plástico – a Pastelaria Versailles, no Colombo, a Veggie Wave, no Príncipe Real ou o Lust In Rio, no Cais do Sodré.

Portugal plastic-free até 2021

Há umas semanas, João Matos Fernandes, Ministro do Ambiente, anunciou que Portugal teria de estar livre de plástico, nomeadamente de artigos de utilização única, até 2021. A Diretiva de Plásticos de Uso Único vai tirar das prateleiras do supermercado pratos e talheres de plástico, cotonetes e palhinhas, tal como em restaurantes e escolas.  Esta diretiva tem também como objetivo eliminar os sacos de plástico oxo-degradáveis.

LÊ TAMBÉM: PORTUGAL DIZ NÃO DEFINITIVO AO PLÁSTICO