Num autêntico photo finish das audiências, o combate pela liderança em fevereiro continua intenso. A SIC liderou esta terça-feira (26) com 3,2 pontos de vantagem, por 21,5 contra 18,2% de share, e está agora uma décima à frente nas contas mensais: 18,5 contra 18,4.

Fevereiro é um dos meses mais intensos na disputa pela liderança do mercado televisivo nos últimos 15 anos. A estação de Paço de Arcos já não consegue chegar ao primeiro lugar nas contas mensais desde julho de 2006 e foi líder anual pela última vez em 2004. Os números desta terça mostram um dia dividido em dois: a SIC ganha durante o dia e a TVI recupera no horário nobre.

O Programa da Cristina (4,6% de audiência média / 33,2% de share) cresceu seis pontos percentuais face à quota de mercado do dia anterior e deixou o Você na TV (2,4% / 17,5%) a mais de 210 mil telespectadores de distância. A tendência de vantagem manteve-se à hora de almoço, com o Primeiro Jornal (6,8% / 33,2%) a deixar para trás o Jornal da Uma (3,7% / 18%), que desceu à pior audiência de 2019.

O terceiro canal manteve a dianteira com Linha Aberta (4,2% / 25,9%), Mar Salgado (2,9% / 21,2%), Júlia (3,5% / 22%) e Avenida Brasil (5,2% / 18%), enquanto a TVI nunca passou do segundo lugar com dois episódios de Maria Madalena (2,4 / 14,3 e 2 / 14,7), Conta-me como És (2,3% / 13%) e First Dates (5% / 17,5%). Os dois últimos programas registaram mesmo os piores scores do ano.

A SIC escorregou pela primeira vez às 19h13, quando O Carro do Amor (7,9% / 18,9%) perdeu a liderança para Preço Certo (8,6% / 20,8%). À mesma hora, o Apanha Se Puderes (6,8% / 16,3%) deixava a TVI em terceiro lugar.

Do Jornal das 8 em frente, só deu TVI

A noite continua a ser terreno garantido para Queluz. O Jornal das 8 (10,5% / 21,9%) continua a ser o noticiário mais visto, embora tenha o Jornal da Noite (10,3% / 21,4%) no encalço. E o informativo abre caminho para a vitória de Valor da Vida (11,5% / 24,5%) e A Teia, que voltou a ter episódio duplo. O primeiro registou 8,5% de audiência média e 24,1% de share, enquanto o segundo desceu para os 5,2% de audiência média e 24,5% de share.

Alma e Coração (9,7% / 22%), Vidas Opostas (7,2% / 22,1%) e Segundo Sol (4,2% / 20,4%) mantiveram o segundo lugar no horário nobre, sem conseguir ameaçar as apostas da TVI.

Nos totais diários, a RTP1 manteve o terceiro lugar, com 12,5% de share, seguida pela CMTV (3,8%) e pela Globo (3,4%).