Durante a cerimónia dos Oscars, Rami Malek, Regina King e Mahershala Ali foram galardoados pelas suas interpretações em Bohemian Rhapsody, If Beale Street Could Talk e Green Book, respetivamente. Mas se a vitória individual já representou muito para cada ator, a vitória coletiva marcou um passo importante na representação racial em Hollywood.

A conquista do trio marcou a primeira vez na história da Academy Awards no qual a maioria dos vencedores nas principais categorias de atores foram afro-americanos. Entre eles contamos com Regina King, que nesta primeira nomeação venceu a categoria de Melhor Atriz Secundária. A estrela representa uma matriarca de ferro numa adaptação de James Baldwin.

Lê também: Oscars 2019 – A história continua a ser contada pelos vencedores

E ainda a interpretação de um pianista de jazz, por Ali Mahershala, em Green Book. Que os tornou o 17.º e 18.º atores negros vencedores nos prémios da Academia. Rami Malek, de ascendência egípcia, conquistou o Óscar de melhor ator pela sua interpretação de Freddie Mercury.

https://www.youtube.com/watch?v=EsqCv7-Bk-4

Até a cerimónia de domingo o número mais elevado de atores de cor a ganhar na mesma cerimónia tinha sido de dois, com a vitória de Ali e Viola Davis nos Oscars de 2017. A mais recente vitória de Ali tornou-o o primeiro ator negro a levar para casa duas vitórias na mesma categoria.

https://www.youtube.com/watch?v=MHiEzs21n0I

Pelos anos que passaram contamos com outras cerimónias onde mais do que um ator de cor venceu na mesma cerimónia. Em 2007 com a vitória de Forest Whitaker e Jennifer Hudson, em 2005 com Jamie Foxx e Morgan Freeman e em 2001, com Denzel Washington e Halle Berry.