O documentário Free Solo venceu, este domingo (24), o Oscar para Melhor Documentário. Já com um prémio na mesma categoria dos BAFTA, a longa-metragem tem estreia em televisão no canal National Geographic. A transmissão está marcada, em Portugal, para o dia 17 de março às 22h30.

Realizado por Elizabeth Chai Vasarhelyi e Jimmy Chin, Free Solo já conta com dezenas de nomeações em festivais de cinema e vencedor de vários prémios, incluindo um Oscar. O filme documental já é considerado uma obra-prima no seu género.

Para além da categoria de Melhor Documentário, a obra tem sido igualmente reconhecida pela qualidade dos efeitos sonoros. Dois nomes portugueses têm espaço na ficha técnica: Joana Niza Braga e Nuno Bento. Foram responsáveis pela introdução dos vários ruídos e sons que fazem parte da sonoplastia do filme.

Os realizadores Vasarhelyi e Chin acompanham Alex Honnold, que tenta ser a primeira pessoa a escalar sem cordas nem proteções um rochedo no Parque Yosemite com 900 metros de altura. Durante uma hora e 40 minutos, os realizadores escoltam a viagem pelo El Capitan, destacando o desafio do atleta ao seu corpo e mente até ao triunfo.

Alex Honnold começou a escalar quando tinha apenas 5 anos e inicia o seu treino focado e sem dúvidas. Porém, uma paixão faz com que tudo isso se desmorone. Além da tentativa de superação dos seus medos, Alex lida ainda com pressões emocionais que ameaçam o seu objetivo final.

Este relato impressionante e vertiginoso da escalada “solo” torna-se, assim, um dos mais aclamados documentários da National Geographic de sempre.