Aproxima-se a segunda semifinal do Festival da Canção 2019. Conhecidos os primeiros finalistas, falta-nos descobrir os restantes quatro candidatos à vitória.

Alguns dos artistas já são caras familiares ao público. No entanto, nem todos têm essa visibilidade. O Espalha-Factos traz-te tudo o que precisas de saber sobre os cantores da segunda semifinal.

1. O Lugar – Lara Laquiz

Lara Laquiz

Foto: Divulgação

Lara Laquiz nasceu em Lisboa e vive atualmente em Paris. O contacto com as artes começou desde tenra idade.

Enveredou por diversos projetos ao longo da sua carreira. É embaixadora de Jean-Paul Gautier, trabalha como modelo para marcas francesas, teve papéis como atriz e bailarina profissional.

Como é óbvio, também é reconhecida pelo trabalho como cantora. Os planos de explorar uma carreira musical em Portugal, levaram-na a aceitar o convite para participar no Festival da Canção.

2. Lava – Dan Riverman

Festival da Canção

Foto: Divulgação

Dan Riverman, natural de Santo Tirso, deu-se a conhecer quando interpretou dois temas da telenovela Anjo Meu, da TVI. Desenvolveu projetos em Londres, destacando-se em temas da língua inglesa.

O primeiro EP, Hers, foi lançado em 2016 e agora já existem planos para um álbum. O primeiro single encontra-se disponível e é um tributo de Dan ao seu pai.

A colaboração prévia em duetos com os Blind Zero fez com que o compositor Miguel Guedes o escolhesse como cantor para o Festival da Canção.

3. Mar Doce – Mariana Bragada

Festival da Canção

Foto: Divulgação

Mariana Bragada é natural de Bragança e tem apenas 21 anos. Foi a artista selecionada através do programa MasterClass.

Conhecida como Meta no mundo artístico, a cantora começou a escrever músicas aos 16 anos. Tendo por base a guitarra, a sua obra incorpora melodias da Loopstation.

Compôs e interpreta a música que leva a concurso neste Festival da Canção.

4. O Jantar – João Couto

Festival da Canção

Foto: Espalha-Factos

João Couto é oriundo de Vila Nova de Gaia e tem 24 anos. Encontra-se a estudar Som e Imagem na Universidade Católica do Porto.

Chegou às luzes da ribalta quando venceu a sexta edição dos Ídolos. No ano passado, lançou o primeiro disco, Carta Aberta.

Depois da desistência de Marlon, João foi escolhido para interpretar a música O Jantar.

Lê também: EUROVISÃO 2019: ISRAEL E MAIS SETE PAÍSES SELECIONAM O SEU REPRESENTANTE

5. Mundo a Mudar – Madrepaz

Festival da Canção

Foto: Divulgação

O grupo de quatro elementos foi formado pouco a pouco. Originalmente, Pedro da Rosa e Canina começaram juntos numa banda.

Mais tarde, Ricardo Amaral juntou-se ao grupo e, após algum tempo juntos, começaram a  desenvolver um disco. Com a adição de João Barreiros, o quarteto ficou completo e libertou o álbum Panoramix.

Frankie Chavez convidou o conjunto para interpretarem o tema Mundo a Mudar.

Pugna – Surma

Festival da Canção

Foto: Divulgação

Surma tem 22 anos e nasceu em Leiria. O seu nome advém de um documentário sobre uma tribo que viu na televisão, ao acaso.

Antwerpen, lançado em 2017, foi bem recebido e deu mais reconhecimento à artista. O estilo característico da cantora engloba vários géneros musicais, desde o rock à eletrónica, criando sensações psicadélicas.

Compôs e interpreta o tema Pugna para o Festival da Canção 2019.

7. Debaixo do Luar – Mila Dores

Festival da Canção

Foto: Divulgação

Mila Dores é natural do Porto, tendo evoluído o seu conhecimento musical nesta cidade. Estodou piano e canto e fez o mestrado na Escola Superior de Música da Invicta.

Uns anos depois, licenciou-se em jazz em terras de sua majestade. Em 2012, regressou do Reino Unido para Portugal e lançou o álbum A Quem Possa Interessar, em 2o15.

Rui Maia selecionou a artista para interpretar o tema Debaixo do Luar.

8. Igual a Ti – NBC

Festival da Canção

Foto: Divulgação

NBC tem 45 anos e origens em São Tomé e Príncipe. O seu nome artístico origina de um rei bíblico, Nabucodonosor e é a sigla para Natural Black Color.

Associado ao hip-hop, o músico alargou os seus horizontes e demonstrou elementos de funk e soul nas suas obras. Conta com vários discos libertados, sendo o mais recente intitulado de Toda a Gente Pode Ser Tudo.

Foi ele que compôs a canção que vai interpretar na segunda semifinal do Festival da Canção 2019.