A Sport TV adquiriu esta terça-feira (19 de fevereiro) a totalidade dos direitos de transmissão televisiva do Euro 2020. Segundo Nuno Ferreira Pires, presidente executivo da estação televisiva de conteúdos desportivos, isto inclui “pela primeira vez” os direitos relativos ao sinal aberto.

Em entrevista à Lusa, o gestor explicou que este se tratou de um “trabalho de vários meses da equipa da Sport TV, em especial da equipa de programas de informação, no concurso UEFA para adquirir os direitos de transmissão do Euro 2020.”

Ao adquirir a totalidade dos direitos de transmissão televisivos da competição, seja em canal fechado ou aberto, isto significa que apenas os subscritores dos serviços da Sport TV poderão, em 2020, ver os jogos referentes ao Campeonato Europeu de Futebol. Assim, teoricamente, não passará qualquer jogo em sinal aberto, como de resto era habitual na RTP, SIC e TVI. Esta é a primeira vez que a estação de desporto adquire a totalidade dos direitos do Euro, como de resto frisou o presidente executivo.

Nuno Ferreira Pires considera óbvio que a estação “iria garantir os direitos de transmissão que tem sempre e que tem renovado“. Quando questionado sobre o porquê da Sport TV ter adquirido a quota parte da transmissão em sinal aberto, o gestor respondeu com a “promessa aos portugueses” de transmissão de conteúdo da Seleção Nacional.

SIC

Segundo o presidente executivo, os canais de sinal aberto não estavam a corresponder às exigências da UEFApelo que a Sport TV entendeu que tinha de dar um passo adicional“. Com isto, a estação garante que os portugueses poderão assistir à competição.

Agora o principal objetivo da cadeia de canais desportivos é que “todas as casas portuguesas tenham acesso aos jogos da seleção nacional. Portanto, para nós este é uma ativo muito estratégico.

Apesar de não terem sido revelados quais os valores em questão, é sabido que a compra dos direitos em sinal aberto exigiram um esforço adicional para a Sport TV.

Como fica a RTP, SIC e TVI?

Apesar das estações de sinal aberto não terem correspondido às exigências da UEFA, o plano atual da Sport TV passa por negociar com as mesmas. “A nossa equipa na Sport TV está muito confiante de que todos os três operadores de sinal aberto, por razões estratégicas diferentes, terão muito interesse nesta aquisição. Portanto, estamos muito confiantes que todo este processo irá correr muito bem.

No entanto, a estação tem já um plano B caso as negociações com as três estações falhem. Visto que “a UEFA entende que sinal aberto é um canal que consegue chegar pelo menos a 80% dos lares desse território“, a alternativa da Sport TV passaria por utilizar o seu canal de sinal aberto, a Sport TV+. Nuno Ferreira Pires explicou que este canal chega “a mais de 92% dos lares portugueses, e portanto, numa situação de recurso, esse seria sempre o cenário possível“.

RTP chega-se à frente

A RTP foi uma das três estações de sinal aberto a concorrer à aquisição de um pacote de jogos do Euro 2020. No entanto, à semelhança da SIC e da TVI, a UEFA rejeitou a proposta. Apesar disso,  e segundo a Lusa, a estação pública mantém-se na corrida pelos jogos quando estes estiverem no mercado.

Fonte oficial da RTP confessou que “quando os jogos do Euro 2020 estiverem no mercado, a RTP mantém o interesse em adquirir os direitos de transmissão para sinal aberto de um pacote de jogos“.

De relembrar que a RTP detém os direitos televisivos dos jogos a realizar pela Seleção até à conclusão do Mundial 2022. No entanto, isto exclui qualquer jogo que os atuais campeões europeus venham a realizar na fase final do Euro 2020.

Esta será a 16ª edição da competição e consistirá na celebração dos 60 anos do torneio. Assim, o Euro 2020 será celebrado em 12 cidades de diferentes países europeus no verão de 2020. O início da competição está marcado para o dia 12 de junho no Estádio Olímpico de Roma e a final decorrerá exatamente um mês depois sendo o palco o mítico Estádio de Wembley, em Londres.

Lê também: Eleven Sports chega a acordo para transmissão em todas as operadoras