Gabriel, o novo filme de Nuno Bernardo, escritor e realizador português, estreia em Portugal a 21 de março.

Aclamado internacionalmente pelo filme Collider (que foi nomeado para um Emmy), pelo documentário televisivo The StandUps e pela série multi-plataforma Sofia’s Diary, e nacionalmente pelas séries portuguesas Os Jogadores Amnésia, da RTP, Bernardo volta a trabalhar na sua terra natal em Gabriel.

Passado no bairro dos Olivais, Gabriel conta a história do seu homónimo, um jovem cabo-verdiano que vem para Lisboa à procura do seu pai, que não vê desde criança. Na sua busca, Gabriel envolve-se no mundo do boxe, desporto onde o pai foi campeão.

Igor Regalla, o protagonista do filme não é novo nestas lides já que foi também Eusébio na fita Ruth. Para o ator, Gabriel Silva é “um rapaz perdido, com muitas perguntas e sem respostas. Acaba por encontrá-las no ringue”

Igor Regalla / NOS Audiovisuais

Apesar de ser passado nos Olivais, Nuno Bernardo afirma que o filme “Não é uma representação fiel dos Olivais, mas é um dos Olivais que fomos conhecendo e que mostra o bairro urbano, uma outra Lisboa que não aparece nos guias turísticos hoje tão em voga.”. 

O filme, que foi apresentado em agosto de 2018 na secção FIRST do  Festival de Cinema de Locarnonão é apenas um filme “sobre duas pessoas à pancada“. Também se debruça sobre temas como a imigração, o racismo e a xenofobia,  passado num bairro que é “um refúgio de cultura onde o passado e o presente coexistem, um bairro que alberga as mais diferentes nacionalidades, nomeadamente a cabo-verdiana (a segunda maior comunidade de imigrantes em Portugal)”, segundo o realizador do filme.

Do outro lado do ringue está Zé Condessa. O jovem ator ganhou notoriedade junto do grande público com as suas participações em telenovelas e mais recentemente no Dança Com as Estrelas. Gabriel é a primeira longa-metragem que co-protagoniza.

No filme é Rui, o líder de um gangue violento que organiza combates de boxe ilegais. O seu caminho atravessa-se no de Gabriel na medida em que o jovem é levado a aceitar combater Rui para salvar a vida do pai.

Gabriel ao som de hip-hop

O estilo musical marca a envolvente criada pelo filme. Vado Más Ki Ás, um dos artistas que consta na banda sonora do filme, diz que Gabriel é “um filme sobre o que é Portugal e os que cá vivem”.  O artista tem quatro temas no filme, e uma deles é um dueto com Bispo.

PirukaEstracaDillaz Wet Bed Gang ft. Charlie Beats são outros dos nomes que compõem a banda sonora de Gabriel.

O filme estreia a 21 de março nas salas de cinema portuguesas. A distribuição está a cargo da NOS Audiovisuais.

Gabriel | NOS