Já se sabia que Avatar 2 (2020) iria servir para explorar melhor o fundo oceânico do mundo de Pandora, mas o realizador da obra, James Cameron, veio revelar mais pormenores sobre um dos filmes mais aguardados da atualidade.

As informações foram dadas ao portal web Yahoo!, em entrevista sobre Alita: Anjo de Combate (2019), que estreia hoje, dia 14 de fevereiro, em Portugal, e conta com a argumentação e produção do cineasta americano responsável por Titanic (1997).

Assim, James Cameron garantiu que a sua abordagem ao mundo subaquático dos Avatar vai andar de mãos dadas com o realismo. Apesar de atribuir a Aquaman (2018) a qualidade de “grande diversão“, separa as águas entre esse e o seu filme:

Nunca poderia ter feito aquele filme [Aquaman] porque ele pede esta desconexão tipo sonho de qualquer sentido de física ou realidade“, sugeriu o cineasta, em comparação com a sequela do seu Avatar (2009).

Posto isto, contou ao portal web que passou várias horas debaixo de água. “Sou muito literal quanto ao meu debaixo de água. Ele precisa de parecer que é real“, partilhou o realizador acerca da grande produção de Avatar 2.

James Cameron quebrou barreiras, como é habitual, para alcançar o produto desejado no seu próximo filme sobre a raça alienígena humanoide Na’vi: levou a cabo uma nova tecnologia que o permite filmar captura de movimento [técnica usada, a título de exemplo, por Andy Serkis na trilogia O Senhor dos Anéis (2001-2003)] debaixo de água.

Vê também: Gollum ou Theresa May? Andy Serkis replica dupla personalidade em sátira ao Brexit

Menos ambicioso foi James Wan: para o seu filme de super-heróis Aquaman, a maioria deste tipo de cenas foi captada em estúdio e o efeito dos sons do oceano foi adicionado em pós-produção.

Avatar 2 tem estreia marcada para 17 de dezembro de 2020 em Portugal, e o terceiro filme para precisamente um ano depois, nos Estados Unidos. Para além da primeira, estão previstas mais três sequelas da obra de James Cameron: como já referido, Avatar 3 (2021), e ainda Avatar 4 (2024) e Avatar 5 (2025).