Xutos & Pontapés

Xutos & Pontapés: uma reunião de família no Hard Club

Com o aproximar da hora do concerto (22h), já a sala dois do Hard Club está bem preenchida. De miúdos a graúdos ninguém escapa à febre Xutos & Pontapés. Vestidos a rigor, os fãs trazem consigo lenços, faixas, cartazes, cachecóis e t-shirts alusivas à banda. Os Xutos & Pontapés completam, este ano, 40 anos de carreira e, para festejar, lançaram novo álbum. Duro é o último trabalho da banda – que o apresentou, na sexta-feira (1), no Porto.

As 22h marcavam a ânsia e o entusiasmo do público por assistir ao espetáculo daquela que é uma banda intemporal. A família rockeira que acompanha a banda estava reunida no Hard Club. Os aplausos e ovações eram, já, inúmeros quando, finalmente, os Xutos & Pontapés subiram ao palco. Foi tempo de ouvir, pela voz de Tim, a música que dá nome ao álbum: Duro.

Com 40 anos de trabalho, os Xutos & Pontapés são uma das mais duradouras bandas portuguesas. Atravessaram gerações e muitos são os que decoraram as suas letras. Durante o concerto a vibração do público e empatia com a banda notou-se logo à partida.

Num concerto de apresentação do novo álbum, não ficaram esquecidos os grandes êxitos. Homem do Leme, Circo de Feras ou Não sou o único foram inegáveis sucessos. Porém, o público também se mostrou empenhado em acompanhar a banda nos novos temas. Houve, ainda, tempo para uma visita a Alepo, Fim do Mundo e Mar de Outono – temas de Duro.

LÊ TAMBÉM: OS XUTOS NÃO SÃO SÓ ‘A MINHA CASINHA’

Recordar uma saudade

Com mais de uma dezena de álbuns lançados, a banda resiste, já sem Zé Pedro. Ora, o concerto serviu, também, para o recordar e homenagear. “Como o Zé Pedro costumava dizer, vocês são a única razão de nós continuarmos aqui”, lembrou Tim ao público.

“Eu não sou daqui, mas vocês fazem sempre um gajo sentir-se em casa”, garantiu Carlão, depois de acompanhar Xutos em O Sangue da Cidade. A sua entrada foi mais que aplaudida e o antigo membro dos Da Weasel cantou ainda uma segunda música com a banda: Duelo ao Sol. “Nós somos todos vocês, nós somos todos Xutos”, despediu-se.

Já a aproximar-se do fim, À Minha Maneira, Dia de S. Receber e Sou Bom também marcaram presença no concerto. Mãos e telemóveis ao alto, inúmeros saltos e bateres de palmas acompanharam a banda na sua viagem. Por fim, era tempo de regressar a Minha Casinha. Houve, igualmente, espaço para Gui e Kalú descerem do palco e ficarem mais perto do público, para as tradicionais fotografias. E foi assim se revisitaram 40 anos de carreira de Xutos & Pontapés a dar no Duro.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Courtney Love no Majestic Ventura Theatre
Courtney Love: uma estrela que a vida só agora deixa brilhar