Foi esta terça-feira confirmada a presença da atriz Rosario Dawson na sequela de Bem-Vindo à Zombieland (2009). A próxima história deste apocalipse zombie dá pelo nome Zombieland: Double Tap (2019) e tem estreia marcada, em Portugal, para 10 de outubro deste ano, aquando do décimo aniversário do filme original.

A próposito do desafio viral #10yearchallenge, a produção lançou o seu sobre o original e sequela:

O #10yearchallenge entre Bem-Vindo à Zombieland (2009) e Zombieland: Double Tap (2019) (Fotografia: Grave Decay)

A confirmação da atriz no elenco surge pela revista americana The Hollywood Reporter, que adianta ainda que a produção do filme arranca já esta semana. A sequela desafia os assassinos de zombies do costume, juntando-os a outros sobreviventes humanos, com novos mortos-vivos mais evoluídos (uma fuga de informação do enredo revelou que se chamarão ‘super zombies’).

Bem-Vindo à Zombieland seguiu um jovem geek numa viagem de fuga aos zombies pelo sudoeste americano, em busca de um santuário seguro no qual se pudesse abrigar. Pelo caminho, a personagem principal, Columbus (Jesse Eisenberg), conhece três estranhos que o ajudam, e vai apresentado um conjunto de regras que podem salvar qualquer um de um ataque zombie.

Para esta sequela, foi deixada no ar a possibilidade da existência de uma nova panóplia de mandamentos.

Algumas das regras de Bem-Vindos à Zombieland (2009) (Fotografia: Dana Jones / Flickr)

Assim, Rosario Dawson junta-se a um elenco com os repetentes Emma StoneWoody Harrelson, Jesse Eisenberg e Abigail Breslin e à também novata no cenário apocalíptico Zoey DeutchBill Murray voltará à história, o que implica, provavelmente, uma ressurreição da sua personagem.

Rosario Dawson é mais conhecida pela participação nas séries da empresa Marvel Comics produzidas pela plataforma de streaming Netflix Demolidor (2015-2018), Jessica Jones (2015- ), Luke Cage (2016-2018) e Punho de Ferro (2017-2018) e na minissérie Os Defensores (2017- ), no musical de Chris Columbus Rent (2005), em Alexandre, o Grande (2004), de Oliver Stone, e ainda na sequela MIB 2 – Homens de Negro II (2002).

O cineasta Ruben Fleischer voltará a realizar, depois de ter gerado quase 750 milhões de euros com Venom (2018). O primeiro filme, Bem-vindo à Zombieland, não deu tanto dinheiro como o anterior (pouco mais de 89 milhões), mas rapidamente convenceu a crítica e, após a saída dos cinemas, virou até filme de culto.

A dupla de argumentistas Paul WernickRhett Reese, que está atualmente a trabalhar no próximo filme de Michael Bay, regressa também do primeiro filme para escrever a sequela. Entretanto, ficaram famosos pelos seus trabalhos a quatro mãos em Deadpool (2016) e Deadpool 2 (2018).