A Apple baniu a aplicação Facebook Research, uma app criada pelo Facebook que recolhe a informação do utilizador em troca de 20 euros por mês em cartões de oferta.

A aplicação era apresentada como um estudo de mercado e divulgada através de anúncios de terceiros (sem referência ao Facebook) com promessa de dinheiro por simplesmente instalar a app. Estes anúncios foram dirigidos diretamente a jovens no Facebook ou Instagram, as duas principais plataformas da empresa.

A aplicação acede aos dados através do certificado VPN no iOS, permitindo-lhe acesso completo aos dados enviados e recebidos pelo dispositivo, apps instaladas, e mais.

Esta não foi a primeira vez que a empresa Facebook tentou recolher dados através de uma aplicação mascarada como uma VPN, já tendo lançado a Onavo Protect, uma app de controlo de dados móveis que enviava estatísticas de utilização para a empresa.

Banner da Onavo Protect

Imagem: Onavo (Facebook)

Segundo o BuzzFeed News, foi através destes dados que o Facebook decidiu comprar o WhatsApp por mais de 21 mil milhões de euros em 2014, depois de ver a sua taxa de utilização face ao Facebook Messenger.

Esta aplicação foi banida da App Store em agosto de 2018 com base em preocupações de privacidade, mas ainda está disponível para dispositivos Android na Google Play Store.

Distribuição alternativa

A aplicação Facebook Research era distribuída paralelamente à App Store através do Enterprise Developer Program, um sistema usado por grandes empresas como o Facebook para distribuírem aplicações de uso interno aos seus trabalhadores fora da App Store pública.

Devido a esta violação, o Facebook perdeu o seu certificado Enterprise. Isto fez com que as apps que a empresa distribui mesmo para uso interno fossem desativadas. Estas incluem versões de teste do Facebook ou Instagram ou apps utilitárias para quem trabalha na empresa.

Segundo a Apple, distribuir aplicações de uso externo através do programa Enterprise é uma violação da política do programa.

A Apple disponibiliza o programa TestFlight para developers que queriam recolher estatísticas e opiniões externas da sua aplicação antes do lançamento, mas esse programa não permite acesso desimpedido para proteção do utilizador e dispositivo.

Lê também: Samsung anuncia a primeira memória de armazenamento interno de 1TB para smartphones