Baseado na história real do assassino em série Ted Bundy, Extremely Wicked, Shockingly Evil and Vile é o próximo filme protagonizado por Zac Efron e já tem trailer. No entanto, o tom apresentado pelas imagens já começou a ser criticado.

Extremely Wicked foca-se na perspetiva de Elizabeth Kloepfer (Lily Collins), a namorada de Bundy. Ao longo da narrativa, Kloepfer vai tendo de enfrentar a realidade dos crimes cometidos pelo namorado. Devido a isso, o filme optou por um tom que à primeira vista parece ser relativamente leve.

 

Ted Bundy foi um assassino em série que admitiu em tribunal ter cometido 30 homicídios entre 1974 e 1978, mas é possível que o número real de vítimas tenha sido ainda maior. As vítimas de Bundy costumavam ser mulheres de características físicas semelhantes e ele muitas vezes atraia-as graças ao seu carisma. É devido a esse mesmo carisma que Efron foi contratado para desempenhar o papel.

Esta abordagem de mostrar o lado mais atraente do assassino tem sido criticado devido a ser considerado desrespeitador para com as vítimas e as suas famílias.

O realizador Joe Berlinger também fez o documentário Conversas com um Assassino: As Gravações de Ted Bundy, que foi lançado na Netflix em 4 partes. Este usa algumas das entrevistas feitas enquanto Bundy estava preso e junta-as com entrevistas a alguns dos indivíduos que o conheceram pessoalmente. Após terem visto esse documentário, alguns dos espectadores foram publicar no Twitter que achavam Ted Bundy atraente. Isso levou a que a Netflix tivesse de lançar um aviso a relembrar o facto de este ter sido um assassino em série.

Extremely Wicked, Shockingly Evil and Vile teve a sua estreia no Festival de Sundance, mas ainda não tem uma data de lançamento prevista em Portugal.