Este fim-de-semana foi a vez do país vizinho, Espanha, escolher quem o irá representar na Eurovisão 2019. De entre 10 canções a concurso, foi La Venda a canção mais votada, com 34% dos votos. Assim, o catalão Miki foi a voz escolhida para ir a Tel Aviv.

A noite parecia tensa quando às 22h – hora local – começou a gala da Operação Triunfo, que escolheria o representante espanhol à Eurovisão 2019. Foram diversas as polémicas ao longo do processo de selecção e trabalho nas canções a concurso. Desde desagrado com os concorrentes seleccionados, ao claro desconforto com as canções atribuídas, passando pela contestação à situação política israelita, os triunfitos – como assim são apelidados -, não se contiveram nas críticas.

Entre as apostas a ganhar a noite, María Villar, com o tema Muérdeme. Desde o lançamento das demos das canções, em dezembro, a madrilena era dada como a favorita à vitória. Ainda que contrariada e literalmente forçada a actuar, com uma canção que em nada se lhe identificava, María deu o espectáculo da noite e levou o estúdio da TV3 ao apogeu. Contudo as preces da cantora foram ouvidas e esta não foi além de um segundo lugar, com 22% dos votos.

Em terceiro lugar ficou Nadie Se Salva, cantado por Miki e Natalia. Este não só foi único dueto desta edição de OT-Eurovision, como foi um dos momentos de maior química entre os concorrentes. De recordar que em 2018, Espanha foi a Portugal, com Tú Canción, interpretada por Amaia e Alfred, um dos duetos a concurso.

FAMOUS: O DESFECHO DE UM PLANO FALHADO

Longe de Israel ficou também Famous, vencedor da Operação Triunfo 2018. O cantor, que revelou ter-se candidato ao concurso com o objetivo de conseguir ir à Eurovisão, ficou posicionado a meio da tabela. Nem mesmo o dueto com Cesár Sampson, na gala especial de natal, fez com que os espanhóis perdoassem esta estratégia e No Puedo Más – o tema a concurso -, que se viu falhada.

A gala especial OT-Eurovision, contou também o a presença de Doron Medalie, um dos compositores de Toy, canção vencedora da Eurovisão 2018 e que abriu esta gala. Eleni Foureira também esteve presente e cantou o seu conhecido tema Fuego e o mais recente single Tomáme, havendo recebido o disco de platina pela canção Fuego, em Espanha.

LÊ TAMBÉM – EUROVISÃO 2019: EM DIA DE ESCOLHA, HÁ INDECISÃO EM ESPANHA

Fora do pódio ficaram Noelia, com Hoy vuelvo a reír otra vez, NataliaLa Clave, Marilia com Todo Bien, Julia com Qué quieres que haga, Sabela com Hoy soñaré e Carlos Right, com Se te nota.