De Nova Iorque para o mundo: Joey Bada$$ faz 24 anos

Rapper, produtor e ator. Nasceu em Brooklyn na cidade de Nova Iorque, com o nome Jo-Vaughn Virginie Scott. Completa neste domingo, 20 de janeiro, 24 anos. Estamos a falar de Joey Bada$$.

Começou no mundo da música com apenas 11 anos. Escrevia algumas linhas de poesia e canções, inspirando-se nas lendas da sua cidade: The Notorious B.I.G., 50 Cent, Nas e Jay-Z. Outras das suas grandes influências eram Tupac Shakur, J Dilla e Black Thought.  Intitulava-se JayOhVee, mas mais tarde tomou o nome Joey Bada$$ por julgá-lo mais atrativo para os media. E, admitimos, resultou. Mas por muito mais do que uma simples mudança de nome.

O princípio da história de Bada$$

Recusou uma proposta de Jay-Z, um dos rappers mais ricos da América, que lhe queria oferecer um contrato com a Roc Nation. Em 2010, um vídeo que publicou no YouTube percorreu a internet, atraindo a atenção de Jonny Shipes, o presidente da produtora Cinematic Music Group. Um ano depois, juntou-se a outros rappers nova-iorquinos, entre eles CJ Fly, Kirk Knight e Capital STEEZ, para formar o coletivo Pro Era (Progressive Era).

Joey, que tinha apenas 17 anos, lançou a sua primeira mixtape, 1999, em junho de 2012. Com 15 faixas, Survival Tactics, com a participação de Capital STEEZ, foi o primeiro single do mesmo.

Frame do videoclipe: Joey Bada$$ x Capital STEEZ – Survival Tactics

1999 estava nas bocas do mundo underground americano. Dois meses depois do lançamento, trouxe ao mundo Rejex, um disco com 14 faixas que não tiveram a oportunidade de entrar no primeiro disco.

O rapper insiste no flow de hip-hop old-school, com letras e videoclips que expressam uma mensagem. O seu objetivo é educar os jovens da sua idade sobre assuntos como o racismo, a pobreza, a violência e política.

Ainda no ano de 2012, o cantor Mac Miller pediu a colaboração de Joey Bada$$ para a faixa America do álbum Macadellic. Mas este não foi o único artista a procurar o nova iorquino. A$AP Rocky levou-o a participar na produção da música 1 Train, do disco Long.Live.ASAP (2013).

O seu talento era óbvio e, em 2013, foi nomeado pelo canal televisivo BET para dois prémios de Melhor Novo Arista e de Rookie (Novato) do Ano.  Os prémios foram nomeados no seguimento de 1999, mas também do novo registo Summer Knights.

Capa do álbum: Summer Knights

Mais do que música

Até 2015, Joey afastou-se da música para agarrar um novo projeto como ator. Dirigido por Rik Cordero, o artista fazia de uma versão ficcional de si mesmo; No Regrets tornava-se um filme quase autobiográfico. Assim que o terminou, lançou o disco B4.Da.$$ (lido como Before Da Money), no seu dia de anos em 2015. Tem 15 faixas e é o seu primeiro álbum de estúdio.

Capa do disco ‘B4.DA.$$’

O rapper estava imparável e, em 2016, voltou ao mundo do cinema como Leon, na série televisiva Mr. Robot, uma das mais bem classificadas na atualidade. Nesse mesmo ano, a sua inquietude levou-o a receber o prémio de Social Star, no BMI R&B/Hip-Hop Awards.

O seu mais recente álbum, All-Amerikkkan Badass, é o segundo álbum de estúdio com três singles, Devastated, Land of the Free e Temptation. Este disco, como é habitual ao longo dos outros trabalhos do artista, desafia a que reflitamos sobre as grandes questões da atualidade.

Com apenas 24 anos, Joey Bada$$ está-se a tornar um dos símbolos do hip-hop, comparado a Shakur e B.I.G, pais do movimento conscious rap. Para 2019, espera-se um novo disco seu, como sugeriu no Twitter.

Até lá, celebramos os seus 24 anos de vida e os seus êxitos em sete anos de carreira.

 

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Media Capital
Media Capital rebate dúvidas da Impresa e fala em “tentativa de instrumentalização” da ERC