Lip Sync Portugal – Playback Total, a nova aposta da SIC apresentada pela dupla João Manzarra e César Mourão, tem estreia marcada para este domingo (13). O programa tem inspiração no formato norte-americano Lip Sync Battle e, como tal, decidimos recordar as dez atuações mais memoráveis da versão original.

Lip Sync Battle é um programa competitivo que conjuga dois géneros: o musical e a comédia. Estreou a dois de abril de 2015 no canal por cabo americano Paramount Network. Em Portugal, coube à MTV a transmissão deste formato original, onde famosos são desafiados para fazer uma performance em playback.

Nos Estados Unidos o programa é apresentado pelo rapper LL Cool J e pela modelo Chrissy Teigen. O sucesso deste conceito tem sido elevado, contando já com quatro temporadas. Vários nomes conhecidos já participaram no programa, revelando o seu lado divertido.

Espalha-Factos decidiu reunir o top dez das Lip Sync Battles mais icónicas na versão internacional.

#10 John Krasinski

John Krasinski, escritor, diretor e ator atua ao som de Tina Turner  Proud Mary. A adversária nesta batalha foi a atriz Anna Kendrick que acabou por ser consagrada vencedora.

#9 Tyler Posey

Tyler Posey, ator e músico norte-americano, conhecido por ter participado na série Teen Wolf, faz playback ao som de a-haTake On Me. Nesta performance energética, o que não falta no palco são referências ao vídeo oficial da música e representação.

#8 Josh Gad

Josh Gad, ator e dobrador, atua ao som de DivinylsI Touch Myself, vestido de Donald Trump. Uma performance original que termina com um beijo ao ator Johnny Galecki, conhecido sobretudo, como Leonard Hofstadter da série The Big Bang Theory (2007- ). Ironicamente interpreta ‘o marido’ na ficção da adversária desta batalha, Kaley Cuoco que acabou por perder a competição.

#7 Kevin Hart

Kevin Hart, ator conhecido sobretudo pelos seus trabalhos na comédia, atua ao som de Usher OMG feat. Will.I.Am, dando a conhecer um pouco mais do seu talento, desta vez na área da dança.

#6 Anne Hathaway

Anne Hathaway, atriz vencedora do Óscar de melhor atriz secundária em 2013, prova que o seu talento para a representação também pode ser utilizado numa competição de Lip Sync. Ao som de Miley Cyrus Wrecking Ball atua sem esquecer o pormenor dos adereços, conhecidos do videoclip da música original. Vence a batalha contra a colega de profissão, Emily Blunt. 

#5 Terry Crews

Terry Crews entrega uma atuação divertida com direito a coreografia, ao som de Vanessa CarltonA Thousand Miles. A atuação acaba por ser nostálgica pois o ator já estava associado a esta música, desde o filme White Chicks (2014), onde interpreta uma cena a cantá-la.

#4 Anna Kendrick

Ver a atriz Anna Kendrick associada à música e à dança não é novidade, sendo que a atriz participou na trilogia de filmes de comédia musical, Pitch Perfect (2012, 2015, 2017). Vence a batalha contra o ator John Krasinski, ao som de Jennifer Lopez Booty ft. Iggy Azalea, contando com a aparição da própria J.Lo no final da atuação.

#3 Tom Holland 

Tom Holland, ator e dançarino, atua ao som de Rihanna – Umbrella. No início da performance começa com playback ao clássico Singin’ in the Rain (1952), de Gene Kelly  e só depois com a música de Rihanna. Digamos que algo que não falta nesta atuação é dança e muita chuva.

#2 Channing Tatum

Channing Tatum atua ao som de Beyoncé Run the World  e mostra que são as raparigas que mandam. Uma performance com direito a peruca, roupa a rigor e a presença da própria Beyoncé no final da atuação.

#1 Dwayne Johnson, ‘The Rock’

Por fim, ‘The Rock‘ alcançou o primeiro lugar neste top dez com uma atuação ao som de Taylor Swift – Shake It Off. Uma performance simples, mas expressiva e divertida, onde o ator faz aquilo que a música exige com senso de humor.

Estas performances dão-nos uma noção do que podemos esperar ver na estação de Carnaxide.

Lê também: As estrelas do primeiro episódios já são conhecidas.

De acordo com a grelha de programação divulgada pela SIC, Lip Sync Portugal Playback Total será transmitido das 21h40 até às 23h55, uma hora a mais que a versão original norte-americana.