O Teatro do Bairro traz a cena Muito Barulho Por Nada até dia 3 de fevereiro. Esta é a  terceira peça no ciclo “Três Comédias, Três Tragédias” dedicada a William Shakespeare.

A mesma equipa responsável por levar ao palco do Teatro do Bairro Noite de Reis e Sonho de Uma Noite de Verão, em 2017 e 2018, respetivamente, apresenta agora Muito Barulho Por Nada, outra clássica comédia de Shakespeare “sobre os fervores e os temores do querer e não querer, numa sociedade de grandes pudores, grandes desejos e muito mexerico”, pode ler-se no comunicado enviado ao Espalha-Factos.

muito barulho por nada

Fonte: divulgação

Uma comédia intemporal

Esta peça, de título original Much Ado About Nothing, escrita entre 1598 e 1599, tem como personagens principais Hero e Beatriz, a filha e a sobrinha de Leonato, que recebe em sua casa jovens fidalgos que regressam da guerra, entre eles D. Pedro, D. João, Benedito e Cláudio.

Cláudio apaixona-se por Hero, ao passo que é o desprezo pelo amor que junta Beatriz e Benedito numa amizade que os seus amigos vão tentar tornar em amor, num plano que envolve muito mexerico e gera ainda mais confusão.

Ao mesmo tempo, mexericos também correm sobre Hero, que o mesquinho João tenta separa de Cláudio fazendo-o crer que Hero lhe é infiel.

Uma nova produção (para todos)

Nesta versão agora em cena no Teatro do Bairro, a encenação é de Luís Moreira, a partir de uma tradução de Fernando Villas-Boas do texto original de William Shakespeare. Luís Moreira faz também parte do elenco, que conta com Paula Neves, Alice Medeiros, Ana Baptista, Frederico Coutinho, João Vicente, José Redondo, Luís Lobão, Paulo Duarte Pacheco, Sandra Pereira e Valter Teixeira.

O cenário e figurinos ficaram a cargo de Maria Gonzaga e o desenho de luz é da responsabilidade de Rui Seabra, numa produção de Leonor Buescu.

Muito Barulho Por Nada subiu ao palco do Teatro do Bairro no dia 9 de janeiro, mas permanece em cena até 3 de fevereiro, com espetáculos de quarta a sábado, às 21h30, e domingos às 17h. Os bilhetes estão à venda online ou através de reserva telefónica e custam entre 5 e 15 euros.

LÊ TAMBÉM: ESTA NOITE GRITA-SE: O FESTIM DE LEITURAS DE TEATRO REGRESSA ESTE MÊS