Já são conhecidas pelo público as propostas da Moschino para o próximo outono/inverno. No desfile, que decorreu pela primeira vez em Roma,  Jeremy Scott apresentou um conjunto de designs inspirados no imaginário do cineasta italiano Federico Fellini.

Cinecittà, complexo de teatros e estúdios responsável pela maior parte da produção cinematográfica italiana, foi o palco escolhido por Jeremy Scott, diretor criativo da casa italiana, para divulgar a oferta da Moschino para a época de outono e inverno de 2019 e 2020.

O designer, que já apresentou coleções em nome da Moschino em Milão ou Los Angeles, definiu a escolha da capital italiana como natural. “Decidi apresentar a coleção masculina de outono e a feminina de pré-outono 2019 nos estúdios históricos da Cinecittà em Roma pois o desfile será uma homenagem ao grande Federico Fellini, que filmou algumas das suas obras-primas do cinema no local.”

Numa apresentação onde desfilaram coordenados das coleções Fall 2019 Menswear e Pre-Fall 2019, o centro de inspiração foram as aspirações, sonhos e fobias de Federico Fellini. Pai do movimento surrealista no cinema, esta faceta intimista era frequentemente trespassada pelo intemporal cineasta italiano para as suas obras. “Inspirei-me no seu trabalho e nos magníficos personagens de filmes como Roma, La Dolce Vita, Satyricon, 8 1/2 e Casanova, só para citar alguns.”, esclareceu Scott em comunicado.

MOSCHINO: REINTERPRETAR A ANTIGUIDADE PARA CRIAR A MODERNIDADE

Tailoring de realeza adornado com brilhantes, caudas combinadas com crop tops e vestidos de noite cintados com armaduras que relembram batalhas romanas. Com estas propostas, Scott parece não só querer homenagear Federico Fellini adotando as suas personagens e filmes mais marcantes e transformando-os em peças de vestuário. A intemporalidade , que faz a obra de Fellini permanecer no tempo, é também ela uma ferramenta de construção para os mais recentes designs da Moschino.

Ao reinterpretar a antiguidade, apostando no tailoring ou no tweed, marcas clássicas do design, Jeremy Scott cria o moderno e contemporâneo. A transformação de casacos tradicionais em vestidos longos, a criação de brincos colossais, ou o estampar do imaginário romano, através das tachas, dos capacetes e armaduras e da numeração romana, em peças de streetwear contemporâneo, como o bomber jacket, fazem desta uma coleção que se balança entre o passado e o futuro.

LÊ TAMBÉM: LONDON FASHION WEEK MEN’S: À ALTURA DE PARIS OU MILÃO

Conhece todas as propostas da Moschino para a próxima estação fria neste vídeo.