A National Society of Film Critics considerou este sábado The Rider como o Melhor Filme de 2018. Roma arrecadou três distinções, o maior número da noite.

The Rider estreou em Cannes em 2017, mas só chegou aos cinemas norte-americanos um ano mais tarde, o que explica o porquê de a obra de Chloé Zhao estar a concorrer nesta temporada de prémios, onde já conquistou a distinção de Melhor Filme nos Gotham Independent Film Awards, batendo The Favourite, First Reformed, If Beale Street Could Talk e Madeline’s Madeline.

A obra de Zhao é um Western e segue Brady Blackburn (Brady Janreau), um jovem cowboy que embarca numa viagem de redescobrimento após sofrer uma lesão grave na cabeça.

Roma e Alfonso Cuarón foram os outros grandes vencedores. O filme do realizador mexicano foi eleito o Melhor Filme Estrangeiro. Cuarón foi distinguido nas categorias de Melhor Realizador e Melhor Cinematografia.

LÊ TAMBÉM: ROMA: PANORÂMICAS INVERTIDAS, PARA QUE VOS QUERO…

No campo das atrizes, Olivia Colman foi distinguida como Melhor Atriz pelo seu papel em The Favourite, e Regina King foi eleita a Melhor Atriz Secundária por If Beale Street Could Talk. Nas categorias masculinas, Ethan Hawke foi considerado o Melhor Ator pela sua interpretação em First Reformed, e Steven Yeun, muito conhecido pelo papel de Glenn em The Walking Dead, arrecadou a distinção de Melhor Ator Secundário (Burning).

Destaque para The Death of Staline, comédia de Armando Iannucci que venceu na categoria de Melhor Argumento, e Minding The Gap, eleito Melhor Filme Não-Ficção.