A SIC volta a apostar no amor com um novo programa que estreia a 2 de janeiro. O Carro do Amor sucede a Casados à Primeira Vista e tem alguns pontos em comum com o êxito de audiências.

Tal como em Casados à Primeira Vista, este é um programa que junta duas pessoas solteiras e desconhecidas que procuram o amor. Desta vez não as juntam para casar, mas sim para se conhecerem durante uma viagem de carro cheia de imprevistos.

 Nessa viagem, os candidatos que procuram o amor são orientados por Valentina, um GPS imprevisível. Valentina provoca os concorrentes com perguntas indiscretas, situações inusitadas e convidados surpreendentes.

Lê também: Morreu Manuela Cassola, a eterna ‘Justina’ de Inspetor Max

Esta é a forma de as duas pessoas se conhecerem melhor e descobrirem se são compatíveis para uma relação amorosa. No final da viagem, os dois candidatos decidem se querem ficar juntos, se querem uma nova viagem, ou se cada um deve seguir o seu caminho.

Dois conhecidos do grande público guiam os dois desconhecidos

Cris Carvalho, coach de O Carro do Amor e de Casados à Primeira Vista, a sorrir

Cris Carvalho, coach de O Carro do Amor e Casados à Primeira Vista (Foto: SIC/Divulgação)

Quem vai orientar a viagem fora do carro são duas pessoas já conhecidas do programa Casados à Primeira Vista. Os coaches Cris Carvalho e Eduardo Torgal vão ajudar a interpretar a linguagem e o comportamento dos concorrentes.

Cris Carvalho tem mais de 10 anos de experiência enquanto master coach internacional e atua em Portugal, Brasil e Espanha. É diretora executiva do Instituto de Coaching e Linguística de Portugal e especialista em relacionamentos, comunicação e liderança.

Eduardo Torgal, coach de O Carro do Amor e de Casados à Primeira Vista com ar sério

Eduardo Torgal, coach de O Carro do Amor e Casados à Primeira Vista (Foto: SIC/Divulgação)

Eduardo Torgal dedica-se ao coaching e Eneagrama desde 2004. O Eneagrama destaca nove tipos de personalidades e, a partir dessa chave, orienta as relações. Foca-se na liderança, prevenção de conflitos, melhoria da comunicação, da motivação e do desempenho de equipas.