A contratação de um Pai Natal é um dos serviços disponíveis na plataforma online Fixando. Segundo esta empresa portuguesa para a contratação de serviços locais, os pedidos começam no mês de novembro com um preço médio de 170 euros por marcação.

Distinguida com o prémio Portugal 5 estrelas de 2018, a Fixando pretende “facilitar ao utilizador a contratação dos mais variados serviços – desde fotógrafos, contabilistas ou serviços de Catering”. A plataforma, disponível em Web, mobile e também App, conta com mais de 1200 categorias diferentes de serviços.

Destes milhares de serviços, existe um mais invulgar, impulsionado a partir do mês de novembro e cujos pedidos vão atingindo números robustos até ao final do ano: o “Pai Natal”. Segundo dados da empresa de origem portuguesa, 70% dos pedidos para a categoria “Pai Natal” foram efetuados em dezembro, sendo que os restantes 30% foram realizados no mês de novembro.

Para contratares um Pai Natal para entregar os presentes aos membros mais novos da família ou para animar um jantar de amigos basta aceder a uma das plataformas Fixando, responder a um questionário que esclarece as características que procuras e em menos de 48 horas serás contactado por um máximo de cinco profissionais, que te enviarão propostas com o seu perfil, contactos e valor estimado. Depois basta comparares as propostas recebidas e escolheres o Pai Natal que mais se adaptar aos teus requisitos.

https://www.instagram.com/p/BrkwNg9FyZF/

O maior desafio é não sabermos se podemos dizer às crianças se vão receber aquilo que estão a pedir

Com 28 anos, Armando Veloso é um dos profissionais que se transforma em Pai Natal nas últimas semanas do ano, dividindo-se entre as personagens de palhaço, DJ, ou mágico nos restantes meses. Natural do Porto e acostumado ao espírito que se vive nesta quadra, Armando afirma que a imaginação é um instrumento chave para o sucesso dos seus serviços, uma vez que os mais novos são o seu público-alvo. “Os pequenos fazem todo tipo de perguntas, e temos de estar psicologicamente preparados para responder a tudo”.

Para Armando Veloso o mais desafiante da sua atividade é “não sabermos se podemos dizer às crianças se vão receber aquilo que estão a pedir, porque não conhecemos a situação financeira da família”. Não obstante, esclarece que fica sempre contagiado pela “alegria das crianças com a presença do Pai Natal” apesar de haver sempre um ou outro “chico esperto”.

David Ferreira, que trabalha há mais de uma década como Pai Natal, confirma que a forma como lida com os mais jovens é muito diferente daquela com que lida com público adulto. Quando os seus serviços são requeridos para meios empresariais, por exemplo, a performance requer “uma interação mais à base da comédia, com algumas magias pelo meio”.

Lê também: O QUE VER NA PROGRAMAÇÃO DESTE NATAL NA TV ABERTA

Criada em solo português em janeiro de 2017, a Fixando está atualmente a operar em 14 países: Portugal, Alemanha, Áustria, Suíça, Espanha, México, Chile, República Dominicana, Irlanda, Nova Zelândia, Singapura, Canadá, Reino Unido e Austrália.