edifício cinema monumental
Fotografia: Global Notícias

O Cinema Monumental vai fechar as portas

A partir de 20 de fevereiro, o Cinema Monumental vai deixar de ter funcionamento regular, passando a ter apenas uma sala que irá funcionar somente aos fins-de-semana. Depois disso, o edifício vai entrar em obras e a Medeia, que organiza as sessões, vai deixar de operar no local, mas os proprietários não querem que o cinema deixe de passar por lá.

Em conferência de imprensa ao início da manhã, Paulo Branco, produtor de cinema e dono da Medeia Filmes, invocou razões de natureza económica. “Esta situação deriva essencialmente de, em termos económicos, ser absolutamente impensável manter um espaço destes ocupado com exibição cinematográfica. É sobretudo irrealista. Há uma conjuntura económica que faz com que a rentabilidade destes espaços não se coadune com uma atividade que não tem capacidade de os arrendar“, cita a TSF.

Paulo Branco afirmou que tem houve uma “quebra dramática de espectadores” e que a decisão estava tomada “há algum tempo”. O dia 20 de fevereiro será o último de um funcionamento regular e será marcado por uma homenagem ao realizador português João César Monteiro. A partir desse dia, o Monumental só funciona na sala 4 aos sábados e domingos, com sessões “com alguma dinâmica” por parte da Medeia, cita o Observador.

Reestruturação do Monumental

O Observador refere uma fonte da Merlin Properties, empresa proprietária do edifício, que disse que o local entrará em obras no início do segundo semestre de 2019. A fachada e o interior vão sofrer alterações. As salas de cinema, o centro comercial e os escritórios vão manter-se. Isto implica que as sessões ao fim-de-semana vão estar em suspenso durante o período de remodelação, referiu a mesma fonte.

Paulo Branco afirmou que a Medeia não vai estar mais presente no Monumental após o término das obras. “Havia condições de exceção para a exploração do espaço e mesmo assim não era economicamente viável continuar”, cita o Observador. “As coisas quando acabam, acabam”.

A TSF refere que os proprietários do edifício pretendem continuar a passar filmes depois das obras.

Em Lisboa, a Medeia está também presente no Cinema Nimas. No resto do país, a exibidora e distribuidora opera em mais seis locais: Porto (Teatro Municipal Campo Alegre e Teatro Municipal Rivoli), Braga (Theatro Circo), Coimbra (Teatro Académico Gil Vicente), Figueira da Foz (Centro de Artes e Espetáculos) e Setúbal (Charlot).

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Os Simpsons
Vêm aí mais aventuras de ‘Os Simpsons’. Série é renovada para mais duas temporadas