A nove meses do lançamento da sequela de The Handmaid’s Tale, de Margaret Atwood, e se és um fã irrequieto, conhece oito obras que te vão ajudar a superar a espera. Se gostas de ler em inglês e de viajar por entre as páginas de uma boa obra literária feminista, aqui ficam algumas sugestões para ti.

The Handmaid’s Tale é um livro fantástico, todavia não é o único romance que tem como mote os direitos reprodutivos, os direitos das mulheres e a agressão sexual.

Enquanto esperas ansiosamente pela sequela The Testaments, atenta nestas propostas que a revista Bustle reuniu sobre este tema.

Those Who Knew, Idra Novey

Este romance, de Idra Novey, desenrola-se num país insular, dez anos após o colapso de um regime apoiado pelos EUA. Na altura em que uma jovem é morta, Lena suspeita de um senador bastante poderoso, com o qual teve uma experiência angustiante décadas antes. Ao longo da trama, a personagem principal questiona-se acerca da razão pela qual não denunciou a situação.

"Those Who Knew"

Fonte: Amazon

Rage Becomes Her: The Power of Women’s Anger, Soraya Chemaly

Soraya Chemaly oferece aos seus leitores um poderoso manifesto feminista, que descreve a raiva das mulheres e explica de que forma é possível canalizá-la para a ação política.

"Rage Becomes Her"

Fonte: Amazon

Woman World, Aminder Dhaliwal

Aminder Dhaliwal conta uma história de um mundo sem homens. Apesar desta obra, de banda desenhada, ser quase o oposto de The Handmaid’s Tale, dá aso a muitas e boas risadas. No Woman World, um problema genético extingue todos os homens, o que dá origem a uma nova sociedade totalmente feminina. Neste livro, as mulheres enfrentam a vida, o amor e a ansiedade e demonstram curiosidade quanto ao patriarcado.

"Woman World"

Fonte: Amazon

The Gilda Stories, Jewelle L. Gómez

The Gilda Stories é um romance de 1991, que se destina aos fãs de ficção sobrenatural e histórica. Esta obra conta, por meio de vinhetas, a história de uma jovem rapariga que fugia da escravidão, no ano de 1850.  Este livro está atualmente a ser adaptado para o pequeno ecrã.

"The Gilda Stories"

Fonte: Amazon

Vox, Christina Dalcher

Vox é um livro angustiante, que descreve uma versão distópica dos EUA, em que as mulheres não têm o direito de falar. Este romance foca-se na vida de uma mulher, que tenta aprender a lidar com esta nova lei e luta com todas as suas forças para a alterar.

"Vox"

Fonte: Amazon

I´m Afraid of Men, Vivek Shraya

No livro I’m Afraid of Men, a artista Vivek Shraya explora a masculinidade, a forma como esta lhe foi imposta quando era criança e o impacto que tem hoje na sua vida, enquanto adulta. Este livro explora e analisa temas como a misoginia, a homofobia e a transfobia.

"I´m Afraid of Men"

Fonte: Amazon

Bitch Planet, Vol. 1: Extraordinary Machine, Kelly Sue DeConnick

Este romance gráfico baseia-se numa sociedade futurista, em que as mulheres desobedientes são enviadas para um planeta violento. Tal como The Handmaid’s Tale, esta obra é um vislumbre perturbador de um futuro que facilmente se poderia tornar realidade.

"Bitch Planet"

Fonte: Amazon

Not That Bad: Dispatches from Rape Culture, Roxane Gay

Roxane Gay reuniu, numa antologia, um conjunto de ensaios escritos na primeira pessoa, acerca de violações e assédios sexuais. A sua obra explora a violência praticada contra as mulheres e os seus efeitos no mundo.

Fonte: Amazon

Lê Também: Goodreads Choice Awards Elege Os Melhores Livros de 2018