Após uma longa procura, os Oscars parecem finalmente ter encontrado o anfitrião para aquela que será a sua 91.ª edição. A escolha recaiu sobre o comediante Kevin Hart, tendo o mesmo e a Academy of Motion Picture Arts and Sciences anunciado esta terça-feira ( 4 de dezembro) a novidade.

A confirmação surge no instagram do pequeno grande comediante. “Nos últimos anos muito me perguntaram se alguma vez apresentaria os Oscars e a minha resposta foi sempre a mesma. Sempre disse que seria a oportunidade de uma vida para mim enquanto comediante. Sempre disse que aconteceria quando tivesse que acontecer“.

Hart expressou ainda a sua felicidade pela concretização desse sonho: “Estou extremamente feliz por anunciar que o dia em que finalmente apresentarei os Oscars finalmente chegou.

View this post on Instagram

For years I have been asked if I would ever Host the Oscars and my answer was always the same…I said that it would be the opportunity of a lifetime for me as a comedian and that it will happen when it’s suppose to. I am so happy to say that the day has finally come for me to host the Oscars. I am blown away simply because this has been a goal on my list for a long time….To be able to join the legendary list of host that have graced that stage is unbelievable. I know my mom is smiling from ear to ear right now. I want to thank my family/friends/fans for supporting me & riding with me all this time….I will be sure to make this years Oscars a special one. I appreciate the @TheAcademy for the opportunity ….now it’s time to rise to the occasion #Oscars

A post shared by Kevin Hart (@kevinhart4real) on

Deixou ainda a garantia que fará da edição deste ano “especial“, agradecendo à Academia pela oportunidade.

A Academia acabou por retweetar a mensagem do comediante americano, dando-lhe as boas vindas à família.

Contrariar o Passado

A aposta em Kevin parece ser clara, contrariar os últimos anos atribulados da Academia. Para além das acusações de nos últimos dois anos todos os atores nomeados serem brancos – surgindo até o movimento #OscarsSoWhite – o evento apenas teve 26 milhões e meio de espectadores na edição passada. Este foi o número mais baixo da história do evento.

O grande problema destes prémios parece mesmo ser agradar ao público. A cerimónia tem sido criticada por não contemplar nos seus nomeados os filmes que gozam de maior sucesso nas bilheteiras. O ano passado, nenhum dos nomeados – como por exemplo Lady Bird ou Darkest Hour – estava no top dos 10 filmes com melhor bilheteira nos Estados Unidos. Este top incluía filmes como Star Wars: The Last Jedi e até Jumanji: Welcome to the Jungle, que contava com Hart no seu elenco.

Houve ainda a tentativa de criar uma nova categoria onde os filmes mais populares figurassem, mas a ideia teve tantas críticas que acabou por ficar na gaveta.

Lê também: ACADEMIA ADIA PREMIAÇÃO DO MELHOR FILME POPULAR

Kevin Hart surge assim como o apresentador com a habilidade de atrair e prender audiências por todo o mundo. O apresentador conta já com algumas participações no mundo cinematográfico (Central Intelligence e o franchise Ride Along, por exemplo), não contando, no entanto, com nenhuma com nomeações para estes prémios.

Com os Oscars, o comediante nascido em Filadélfia, tem agora a oportunidade de apresentar o maior programa norte-americano da atualidade. Segue as pisadas de outro comediantes como Kimmel ou Chris Rock.

A 91.ª cerimónia de entrega dos Prémios da Academia decorrerá no dia 24 de fevereiro de 2019.