Os The Chemical Brothers anunciaram hoje (19) um novo álbum e a respetiva digressão norte-americana. No Geography é o nome da obra que sucederá Born in the Echoes, de 2015.

A primeira digressão, por enquanto, está cingida aos Estados Unidos da América, onde não tocam ao vivo desde 2015. A primeira data é na Cidade do México a 12 de maio de 2019. Daí seguem para Los Angeles e São Francisco. Os concertos chegam ao Reino Unido apenas em novembro do próximo ano, sem datas ainda previstas para o resto da Europa.

A história antes de No Geography

Já no álbum anterior, Born in the Echoes, Tom Rowlands e Ed Simons, a dupla que faz os Chemical Brothers, tinham mudado a perspetiva sobre o método ideal de criar música. Rowlands refere que, chegados àquele ponto, tinham de fazer algo que simplesmente não pudessem evitar fazer, ou seja, com muito tempo investido na experimentação e no caminho de encontrar a sonoridade certa. Sonoridade essa que, para Born in The Echoes, passou um bocado por fugir a alguns dos paradigmas da música eletrónica: menos kicks óbvios, linhas de baixo ténues e drops que fogem ao esperado clímax e voam no sentido oposto.

O duo de eletrónica inglês já vai, assim, para o seu nono álbum de estúdio, tendo o seu primeiro, Exit Planet Dust, saído em 1995. Já com mais de vinte anos de carreira os Chemical Brothers continuam a ser uma influência importante na música eletrónica popular e um marco incontornável na história da música eletrónica no geral. Já colaboraram com nomes desde St. Vincent a The Flaming Lips e ainda Noel Gallagher.

A última vez que passaram por Portugal foi em junho deste ano, no Rock in Rio Lisboa. Lá, partilharam cartaz com The Killers, Xutos & Pontapés e James.

Do novo álbum já se conhece uma música, Free Yourself.