King of Sting é o mais recente projeto em desenvolvimento na Fox. Baseada em factos verídicos, a série irá contar a história do imigrante não documentado que se tornou num dos mais bem sucedidos agentes infiltrados da DEA.

Carlos Sagastume era um ex-traficante de droga oriundo da Guatemala. Como imigrante ilegal nos Estados Unidos, aceitou viver uma vida dupla ao serviço do DEA, o órgão federal que se dedica ao controlo de narcóticos no país.

Durante anos, Sagastume viveu infiltrado nos grupos íntimos de alguns dos maiores criminosos do mundo. Simultaneamente, tentou manter o casamente e criar os filhos que viviam em Miami. No fim, tornou-se um dos informadores mais bem pagos de sempre, somando mais de oito milhões de euros em 15 anos.

Será esta a história que a série de drama irá acompanhar. Escrita e produzida por Dave Kalstein (que conta com séries como Quantico, NCIS: Los Angeles no seu CV), o projeto que está a ser desenvolvido pela Fox em conjunto com eOne e Imagine Television.

Lê também: A ‘New Fox’ está a nascer e já complica a vida das nossas séries

Entre outras fontes, a série vai basear-se no livro de Damien Lewis – Operation Relentless. Descrita como um cruzamento entre The Night Manager e Narcos, a obra centra-se na investigação que levou à captura de Viktor Bout. Conhecido como “Mercador da Morte”, Bout era um ex-agente soviético que se tornou num dos maiores traficantes de armas a nível mundial.

Colaborar na investigação que culminou na detenção de Bout foi um dos maiores feitos de Sagastume. Carlos tornou-se na testemunha principal do julgamento, em 2011.