Foi na noite de sábado (20) que a cantora Mallu Magalhães passou pelo Coliseu dos Recreios. A atuação na sala lisboeta proporcionou uma viagem pelas sonoridades brasileiras ao público que esteve presente.

Durante cerca de duas horas, a artista percorreu, de forma graciosa e bem estruturada, um vasto repertório de cerca de 25 músicas, acompanhada pela sua banda. “Devo passar a noite inteira agradecendo mil vezes. Estou muito feliz. Muito obrigada!”, disse Mallu Magalhães após cantar a música Me Sinto Ótima, pertencente à Banda do Mar da qual a cantora faz parte.

O público, sempre atento, foi acompanhando as melodias influenciadas pela bossa nova e pelo indie rock, dançando nas cadeias, aplaudindo e cantando. Já em palco, a cantora mostrou a sua versatilidade tocando vários instrumentos,com destaque para a guitarra acústica e para a guitarra elétrica. Mallu encantou o Coliseu com a sua presença sempre envolvente e intimista.

“Tá bonito não está? Estão quietinhos vocês. É chique o Coliseu! Falo ou não falo? Nunca sei o que fazer!” – foi assim que a artista rompeu o silencio entre músicas, deixando por segundos de lado o seu lado simples mas ligeiramente rebelde e provocador, com que interpreta alguns dos temas, dando lugar ao seu lado mais doce e tímido.

Um dos destaques da noite foi o tema Navegador que, segundo a cantora, “foi feito nas ruas daqui quando vi um garoto descendo a ladeira com um ar triste mas firme”.

Pelo Telefone, Sambinha Bom, Seja Como For, Guanabara, Olha Só, Moreno e Mais Ninguém foram algumas das músicas que ecoaram pelas paredes do Coliseu dos Recreios. “Você que está esperando para dançar na cadeira ou fora dela, não sei se pode, aproveite agora” –  e estava apresentada a canção Velha e Louca.

Após um pequeno encore, Mallu Magalhães apresentou uma nova música e rematou a noite com os temas Love You e Vai Vem, sempre com o constante aplaudir da plateia.

Podes ver alguns dos momentos do concerto na fotogaleria:

Fotografias: David Martins