Finalmente deste uma limpeza ao roupeiro e acabaste com um monte interminável de peças que já não queres. Se queres evitar que tudo acabe numa lixeira, segue as dicas do Espalha-Factos para reciclares a tua roupa de forma mais sustentável. 

moda sustentável reciclar roupa

Foto: Becca McHaffie/Unsplash

A melhor abordagem para a moda sustentável

Depois de decidires quais são as roupas que já não queres, deves dividi-las por três estações: ótimas condições, boas condições, e más condições.

A roupa em ótimas condições parece quase nova, não evidenciando qualquer desgaste. 

A roupa em boas condições ainda pode ser usada. Pode ter alguns sinais de desgaste, como a perda de cor ou o desfiar de algumas fibras, mas estes problemas podem ser reparados. 

A roupa em más condições tem rasgões, buracos ou manchas sem salvação possível, ou um mau-cheiro incurável.

O que fazer com as peças em bom estado?

Trocar

Põe a música a tocar e prepara alguns snacks, pois vais ser o anfitrião de uma sessão de troca de roupa com os teus amigos e familiares. Se, por outro lado, achares que eles não têm um gosto tão requintado como o teu, as redes sociais podem ser a salvação. Pesquisa ‘’troca de roupa’’ no Facebook e verás que os grupos de troca de vestuário são intermináveis.

Vender

Se queres rentabilizar o teu guarda-roupa, opta pela venda. Numa loja à consignação, como a Quartier Latin ou a Glam To Glam, podes vender artigos em segunda mão e os lucros são divididos entre ti e a loja revendedora.

Mas não deixes de aproveitar as vendas de rua. Em Lisboa, a Feira da Bagageira e a Feira da Ladra são bem conhecidas. Visita também o LX Market, em Alcântara, e os Anjos70, no Regueirão dos Anjos. No Porto, a Feira da Vandoma e o Mercadinho dos Clérigos são as feiras que mais sucesso fazem.

Se o universo online for mais a tua praia, vende a tua roupa em websites de classificados (CustoJustoOLXRoupeiro), ou integra grupos de venda no Facebook.

moda sustentável reciclar roupa

Foto: Artificial Photography/Unsplash

Doar

Os bens doados – e os seus lucros –  podem reverter diretamente para pessoas carenciadas, para lojas em segunda mão, ou para projetos solidários nacionais e internacionais. Podes doar a:

No entanto, deves ter a certeza que há uma necessidade real das roupas que vais doar. Caso contrário, as entidades recetoras terão de enfrentar o problema do excesso de bens desnecessários.

Reparar

Nunca é tarde para aprendermos e, hoje em dia, os tutoriais e aulas de costura estão por toda a parte. O mesmo se pode dizer dos workshops de reutilização de roupas, ou das oficinas de upcycling têxtil.

Todas estas iniciativas têm uma coisa em comum: procuram dar uma segunda vida à roupa que já não é usada, recuperando-a e transformando-a em novas peças. A Re:Costura, por exemplo, quer difundir ainda mais esse conceito de upcycling têxtil.

No entanto, caso aches que não foste talhado para a reparação de vestuário, os serviços de corte e costura estão sempre disponíveis no centro comercial mais próximo.

moda sustentável reciclar roupa

Foto: Visual Hunt

Centros de reciclagem de têxteis

Depois dos contentores de doações estarem cheios, a roupa é levada para uma central de classificação, onde é decidido o destino de cada peça. Algumas roupas podem ser transformadas em material isolante; outras em novos produtos têxteis, como estofo para mobiliário ou novas peças de roupa; outras podem ser transferidas para aterros. 

A H&M é uma das marcas que adotou uma campanha de recolha de têxteisoferecendo vales de desconto numa futura compra, por cada saco de roupa doado. A marca recebe peças em qualquer estado e de qualquer marca, com o intuito de de as reciclar ou de as doar a lojas de roupa em segunda mão.

Reutilizar

Com um pouco de imaginação, podes dar às tuas roupas uma nova função. T-shirts de algodão ou calças de fato de treino fazem ótimos panos de limpeza, e bocados de camisas podem ser utilizados para fazer retalhos – com os quais podes reparar outras peças estragadas. Não te parece um ciclo magnífico?

moda sustentável reciclar roupa

Foto: Visual Hunt

PODERÁS LER TAMBÉM: MARCA DE MAQUILHAGEM ‘ANASTASIA BEVERLY HILLS’ CHEGA A PORTUGAL

Finalmente, lembra-te que o consumo excessivo de roupas descartáveis é a raiz do problema. O melhor passo que podes tomar a caminho da sustentabilidade é comprar roupa que amas – e que usas até cair aos bocados.

Um conselho de amigo: Não compres uma peça de que tenhas dúvidas. A menos que a resposta seja um seguro e confiante ‘’Sim!’’, verás que, dali a umas semanas, já nem te lembras da peça que tanto desejavas.