O novo romance histórico de Isabel Stilwell irá se focar na primeira rainha reinante de Portugal, D. Maria I, e chega às livrarias dia 17 de outubro.

Após sete romance históricos, todos focados em importantes mulheres na história de Portugal, Isabel Stilwell lança o seu oitavo, desta vez focando-se na primeira rainha reinante de Portugal, D. Maria I.

Nascida em 1734, o livro segue-a desde a infância até à morte no Rio de Janeiro, em 1816, por essa altura já num estado de debilitação que a tornou conhecida como a “Rainha Louca”. Pelo caminho, poderemos acompanhá-la durante momentos-chave da história portuguesa como o Grande Terramoto de 1755, a sua vida na Real Barraca (mais tarde tornada pelo seu filho no Palácio da Ajuda), o apogeu e a queda do Marquês de Pombal do poder, as Invasões Francesas, e a deslocação da corte real para o Brasil.

Fonte: Divulgação / Manuscrito

Como Stilwell já nos habituou, a história torna no entanto um rumo muito mais pessoal, e poderemos acompanhar a rainha através de todos estes acontecimentos e olhar de forma íntima e pessoal para a sua vida conturbada, e acompanhá-la enquanto lentamente a “melancolia” – hoje reconhecida como depressão – se apodera dela e a leva a um estado de loucura pelo qual ficou conhecida, já no final do seu reinado.

O lançamento de D. Maria I, editado pela Manuscrito, está marcado para dia 18 de Outubro, pelas 18h30, e será na sala D. João VI do Palácio da Ajuda.

Isabel Stilwell, jornalista e autora

Isabel Stilwell, jornalista e autora, fundou e dirigiu a revista Pais & Filhos, foi diretora da revista Notícias Magazine, e diretora do jornal Destak até ao final de 2012.

Atualmente, escreve para a revista Máxima. Como autora, em 2007 lançou o seu primeiro romance histórico, o bestseller D. Filipa de Lencastre, a que se seguiu D. Catarina de Bragança (2008), ambos traduzidos para língua inglesa, e D. Amélia (2010).

Desde então, escreveu também já D. Maria II (2012), com uma edição brasileira, Ínclita Geração (2013), sobre Isabel de Borgonha, a única filha de Filipa de Lencastre e D. João I, D. Teresa (2015), a mãe de D. Afonso Henriques, e o seu último romance lançado foi Isabel de Aragão (2017), sobre a Rainha Santa Isabel.