É já na próxima segunda feira (8) que se celebram os 20 anos da atribuição do Nobel da Literatura a José Saramago. O primeiro e único Nobel da Literatura entregue a um português. E porque este aniversário merece ser assinalado, outubro é um mês de diversas atividades para recordar esse momento.

As comemorações têm início já no próximo fim de semana, dias 6 e 7 outubro, numa iniciativa conjunta em Lisboa, Lanzarote e Azinhaga. Percorrem-se os Lugares de Saramago, um roteiro com o Primeiro-Ministro António Costa, que vai passar por lugares marcantes da vida e obra de José Saramago. Trata-se de uma iniciativa do Gabinete do Primeiro-Ministro e da Fundação José Saramago.

Lançamento do Último Caderno de Lanzarote

No dia 8 de outubro, data exata em que foi atribuído o Prémio Nobel da Literatura a José Saramago (em 1998), a celebração faz-se com o lançamento do Último Caderno de Lanzarote. Um livro publicado apenas agora, após a sua descoberta por Pilar del Río quando procurava outros apontamentos de escritor.

Neste dia, o lançamento oficial é feito em Coimbra, durante o Congresso Internacional José Saramago: 20 anos com o Prémio Nobel, que decorre entre 8 e 10 de outubro. O lançamento oficial em Lisboa será feito no dia 12 deste mês, na Biblioteca Nacional de Portugal. A partir das 18h e com entrada livre, apresenta-se ainda documentação da época sobre o processo e os eventos relacionados com o prémio. Fica, a partir daqui, aberta uma exposição uma exposição em homenagem ao autor.

José Saramago

Fonte: Porto Editora

Parceria com o Castelo de S. Jorge

E porque foi no dia 25 de outubro (de 1147) que D. Afonso Henriques conquistou Lisboa aos Mouros, o Castelo de S. Jorge, numa iniciativa conjunta com a Fundação José Saramago, apresenta a conferência Estórias e Histórias, no auditório da fundação. Com a participação dos historiadores Miguel Gomes Martins e João Paulo Oliveira e Castro, pretende-se debater este tema tendo como pano de fundo as palavras de José Saramago sobre a realidade, a verdade, a ficção.

No dia 28 de outubro, uma leitura viva da obra História do cerco de Lisboa, de José Saramago terá lugar às 16h, perto da estátua de D. Afonso Henriques. Durante 45 minutos, compacta-se mais uma obra que Saramago dedicou a Pilar. Uma iniciativa com participação gratuita, mediante inscrição para o mail info@castelodesaojorge.pt e que se repete nos dias 2 de dezembro, 6 de janeiro e 3 de fevereiro de 2019.

José Saramago

Fonte: divulgação

Outras comemorações

A 31 de outubro, a Fundação José saramago conta com uma sessão com Ana Margarida Carvalho sobre os contos de José Saramago.

As comemorações continuam durante os meses de novembro e dezembro, não só por Lisboa, mas um pouco por todo o mundo. Lanzarote, Azinhaga, Porto, Coimbra e até Belém do Pará, no Brasil, participam nestas celebrações.

O programa oficial termina dia 15 de dezembro, pelas 19h, com a estreia mundial da sinfonia Memorial, de António Pinho Vargas, num concerto de celebração dos 70 anos da Declaração Universal de Direitos Humanos, no auditório da Culturgest.

LÊ TAMBÉM: 5 audiobooks ideais para fazer uma pausa durante o fim de semana prolongado