Em destaque nas estreias desta semana está Venom, um filme de super-heróis que tem a particularidade de se centrar num conhecido vilão de Banda Desenhada. Esta é a nova aposta da SONY, que apesar de ter dado à Marvel a liberdade de desenvolver os futuros filmes de Homem-Aranha protagonizados por Tom Holland, não vai ligar este Venom ao famoso “aranhiço“. Em vez disso, temos uma nova interpretação por parte do ator Tom Hardy.

O filme conta a história de Eddie Brock, um jornalista que está desesperadamente a tentar ressuscitar a sua carreira. Para tal, decide investigar a Life Foundation, uma organização que conseguiu fazer contacto com um ser alienígena. Brock acaba por se fundir a um ser alienígena simbiótico que precisa do seu corpo para sobreviver. Em conjunto são conhecidos por Venom.

A Origem de Venom

A primeira aparição de Venom foi um processo gradual nas histórias de Banda Desenhada originais. O Simbiote foi primeiramente introduzido em 1984 como um novo fato usado por Homem-Aranha. Ao longo do tempo, o herói foi-se apercebendo que este na verdade era um ser vivo que estava lentamente a apoderar-se do seu corpo. Após o ter conseguido expulsar, o Simbiote ligou-se a Eddie Brock, um repórter com razões pessoais para odiar a identidade real de Homem-AranhaPeter Parker. Assim surgiu Venom em 1988, um personagem que viria a tornar-se num dos arqui-inimigos mais famosos e persistentes do aranhiço.

Seria apenas uma questão de tempo até que o personagem se começasse a ramificar para outras formas de media. Assim, nos anos 90 começou a aparecer em séries de animação e jogos de vídeo de Homem-Aranha. Quando a franquia teve o seu primeiro salto para o cinema, produtores dos filmes do aranhiço pediram ao realizador Sam Raimi para que este incluísse Venom no terceiro filme em 2007. Apesar de Raimi não ser um fã do personagem, acabou por se ver obrigado a incluir na narrativa. O resultado final interpretado por Topher Grace não agradou todos os fãs, mas marcou a estreia do vilão no cinema.

Após o sucesso de Homem-Aranha 3, foi anunciada uma spin-off que seria protagonizada por Venom. Este projeto tornou-se incerto após o reboot da franquia em O Fantástico Homem-Aranha (2012), mas a SONY continuou a afirmar que um filme para Venom estava em desenvolvimento ativo.

O herói da sua história

O sucesso original de Venom fez com que fossem lançadas várias histórias em que ele mesmo era o protagonista. A primeira destas foi Venom: Lethal Protector, que foi referenciada pelo realizador Ruben Fleischer como uma das suas inspirações principais para o novo filme.

Para minimizar o seu estatuto enquanto vilão, e este poder-se tornar mais facilmente num anti-herói, foi-lhe introduzido um rival: Carnificina. Este surgiu da junção de um Simbiote alienígena com um serial killer. Sendo assim, pode-se dizer que Carnificina foi criado para ser uma versão mais violenta e com menos moral do que Venom. No entanto, ainda não está claro se esta personagem vai aparecer no filme protagonizado por Tom Hardy.

Ao longo dos anos, Eddie Brock tem sido substituído como o corpo hospedeiro do Simbiote. Um dos personagens que recentemente assumiu a identidade de Venom foi Flash Tompson. Originalmente introduzido como o “bully” de Peter Parker quando ambos eram adolescentes, Thompson veio a melhorar como pessoa e juntou-se ao exército norte-americano. Quando se tornou no novo Venom, procurou agir quase sempre de forma heróica e chegou a fazer parte dos Guardiões da Galáxia. É provável que a Sony incorpore mais elementos deste Venom honrado no seu filme.

Um universo da Sony separado da Marvel Studios

Após o fracasso financeiro de O Fantástico Homem-Aranha (2014), a Sony pôs os seus planos de múltiplas sequelas e spin-offs de lado para, em vez disso, deixar a Marvel Studios controlar a franquia. Assim, o super-herói foi incorporado em Capitão América: Guerra Civil (2016) e recebeu um novo reboot em Homem-Aranha: Regresso a Casa (2017), sendo que foi em ambos os filmes interpretado por Tom Holland.

No entanto, a Sony voltou a procurar formas de expandir a sua franquia. Foi assim que foi anunciado que a spin-off de Venom continuaria a ser desenvolvida. Mas este filme não poderia incluir Tom Holland, e por isso, este novo Venom será completamente independente de Homem-Aranha. O estúdio já chegou a afirmar que o seu filme poderia acabar por ter um crossover com os filmes protagonizados por Holland, mas devido à falta de envolvimento por parte de Kevin Feige (Presidente da Marvel Studios) em Venom, isso é muito pouco provável.

Venom é assim o teste para a Sony ver se consegue usar elementos da franquia Homem-Aranha para criar filmes independentes da Marvel Studios.

Vê o trailer: