O Teatro Nacional São João (TNSJ), no Porto, arranca com um novo projeto que desafia escolas de todo o país a criar grupos de teatro e a construir uma peça daquele que é o pai do teatro português – Gil Vicente. As inscrições estão abertas até 12 de outubro e destinam-se a um máximo de 200 participantes.

Remontamos à noite de 8 de julho de 1502 e àquela que seria a estreia de Gil Vicente como dramaturgo. Tratava-se de um auto castelhano, o Auto da Visitação ou Monólogo do Vaqueiro, encenado nos aposentos de D.Maria II. Passados mais de 500 anos, o TNSJ desafia os ensinos básico, secundário e profissional a formar grupos de teatro nas escolas. O objetivo é produzir e encenar um auto de Gil Vicente a ser apresentado em março do próximo ano.

Para o efeito, o TNSJ disponibiliza uma equipa de artistas e formadores que se vão deslocar a cada escola, no sentido de orientar a construção da peça.

O projeto visa reforçar o Centro Educativo do Teatro e conta com a coordenação artística dos atores e encenadores Manuel Tur e Sara Barros Leitão. Para além da criação de uma peça de teatro, turmas e grupos interessados podem ainda desenvolver projetos de escrita, artes plásticas, gráficas ou multimédia na temática da obra de Gil Vicente. O objetivo é fomentar a interdisciplinaridade, reunindo professores e orientadores das várias áreas curriculares.

Também o diretor artístico do teatro, ainda em funções, Nuno Carinhas, vai estrear no final do ano Uma Noite no Futuro, uma produção original da instituição, inspirada na obra vicentina e, também, de Samuel Beckett.

TNSJ: um exemplo único de destaque nacional no panorama artístico europeu

O Teatro Nacional de São João é, desde 2007, uma Entidade Pública Empresarial, que congrega a gestão de mais dois espaços culturais no Porto: o Teatro Carlos Alberto e o Mosteiro de São Bento da Vitória.

É, ainda, o único teatro português pertencente à União dos Teatros da Europa (UTE), organização que engloba alguns dos mais relevantes teatros do espaço público europeu.

Nova direção

O encenador Nuno Cardoso foi, na passada terça-feira, anunciado como novo diretor artístico do Teatro Nacional de São João, sucedendo então a Nuno Carinhas, a partir de 1 de janeiro de 2019. Este vai continuar a desenvolver o seu trabalho até ao final do ano.

Em comunicado enviado ao Notícias ao Minuto, Nuno Cardoso, disse estar “muito honrado” pela nomeação anunciada pelo Ministério da Cultura.

LÊ TAMBÉM: TEATRO EM LISBOA: SABE O QUE PODES VER EM OUTUBRO