A música que conquistou os fãs antes de ser lançada foi, finalmente, divulgada.

Já é possível ouvir e ver o videoclipe de Shallow, uma das músicas originais do filme A Star is Born, de Bradley Cooper. A versão completa do dueto arrepiante entre o realizador e Lady Gaga foi publicada na página de youtube da artista, esta quinta-feira.

Porém, mesmo antes de ser divulgada, a música que finaliza o trailer do filme já se tinha tornado a “favorita da internet”. A primeira apresentação do filme deixou a ressoar na cabeça dos fãs a explosão vocal de Gaga.

Uma estreia, no papel principal, para Lady Gaga e uma estreia, enquanto realizador, para Cooper. Ambos têm as expectativas do público depositadas sobre eles, mas, principalmente, sobre Shallow. Tudo aponta para a participação da música na corrida aos Óscares.

Banda sonora de luxo

Trata-se, no entanto, de algo mais amplo. Não só se esperam grandes conquistas por parte do filme e da música, como ainda permanece inaudível um conjunto extenso de músicas promissoras. A banda sonora original de A Star is Born vai contar com 19 músicas e, para além das originais, vão ser recriados clássicos como La Vien En Rose e Somewhere Over the Rainbow. Uma composição que contou com o empenho de Gaga (entre outros nomes) e a participação de Bradley – e da cantora – na criação de algumas letras.

Além disso, as gravações de estúdio foram postas de parte aquando da colocação de Gaga no papel de protagonista. Todas as músicas que contaram com a performance da dupla foram filmadas ao vivo, após um consenso entre as duas estrelas, que decidiram renunciar à artificialidade do lip-sync.

Todavia, os fãs terão de esperar até 5 de outubro para ouvir o resto da banda sonora. Um disco, já disponível em regime de pré-venda, onde estão incluídas, para além das músicas, 15 faixas de diálogo. Nasce, deste modo, um espelho sonoro do filme, que contará, de outra forma, a história de amor entre Ally e Jackson.

A Star is Born, um clássico de 1937, será recontado por Bradley (agora, também argumentista e produtor), numa terceira adaptação da história. Uma estreia a 11 de outubro, em Portugal, de um filme que, sendo readaptação, está recheado de novidades que irão marcar carreiras.