Michelle Obama vai lançar um livro de memórias que ainda não está nas bancas mas já faz furor. Becoming é editado mundialmente a 13 de novembro deste ano e a ex-primeira-dama já tem digressão de divulgação marcada. Mas esta não é uma digressão qualquer.

Há muito tempo que não ouvíamos falar de Michelle Obama – desde que deixou a Casa Branca que a ex-primeira dama decidiu ficar longe dos holofotes com apenas algumas aparições públicas. Michelle está de regresso com um livro de memórias que planeia divulgar de forma nunca antes vista.

Michelle Obama vai percorrer dez cidades americanas, num circuito elaborado pela promotora de concertos Live Nation, a maior promotora de eventos do mundo, responsável pelas digressões de Beyoncé, Miley Cyrus ou U2.

As salas onde Michelle irá falar também não serão modestas: a digressão vai ter início na sua cidade natal, Chicago, no United Center – casa dos Chicago Bulls, com uma capacidade aproximada de 23 mil pessoas. Irá depois passar por Washington D. C. , Boston, Filadélfia, Detroit, Denver, entre outras. A última paragem será o Barclays Center, em Brooklyn, com uma capacidade aproximada de 19 mil pessoas. A procura é tanta que foram adicionadas duas datas extra, em Washington e Brooklyn.

Fonte: Crown, editora do livro Becoming.

Segundo a promotora, os encontros contarão com a presença de moderadores a anunciar e conversas nas quais a ex-primeira-dama revelará segredos das suas memórias de vida, incluindo obviamente a sua experiência na Casa Branca. Além disso, Michelle pretende partilhar a forma como conciliou a sua carreira, a posição de primeira-dama e a educação dos filhos.

Uma digressão sem precedentes

Um lugar na primeira fila do Barclays Center, que inclui a oportunidade de conhecer a autora do livro, custa aproximadamente três mil dólares. Na quinta fila o preço a pagar é de aproximadamente mil e duzentos dólares e um lugar um pouco mais atrás custa à volta dos quatrocentos dólares. O bilhete mais barato para ver Michelle em lugares superiores ronda os trinta dólares. A organizadora já fez anunciar que dez por cento do dinheiro angariado em cada cidade irá reverter para instituições locais.

Personalidades como Anthony Bourdain ou Hillary Clinton foram protagonistas de digressões com proporções consideráveis mas diz quem conhece que nunca viu nada assim. Michelle Obama consegue superar tudo e todos em salas, preços e aglomeração de massas.

Becoming estará nas bancas a 13 de novembro em português e em mais 23 línguas, sendo já possível reservá-lo nos locais habituais.