A Allianz CUP, comummente conhecida por Taça da Liga, já tem datas, horários e local de transmissão definidos. À semelhança do sucedido na época passada, os jogos decorrerão às sextas-feiras e fins de semana, com a peculiaridade destes terem um horário mais familiar, nesta edição.

A competição começa já sexta-feira (14 de setembro) com o jogo entre o campeão nacional FC Porto e o Desportivo de Chaves (20h30). O formato manter-se-à: 16 equipas — quatro grupos com quatro equipas cada. O vencedor de cada grupo passa à meia-final e, consequentemente, os dois vencedores desta última, à final. A final realiza-se em Braga, entre 19 e 26 de janeiro, consagrando o chamado “Campeão de Inverno” do futebol profissional português.

A grande alteração na 12ª edição desta competição, organizada pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional, é mesmo a imposição de um horário mais apelativo às famílias. Este ano poderemos assistir a jogos seja dos três grandes (Benfica, Sporting e Porto), como de outras equipas da Primeira Liga, em horários compreendidos entre as 15h e as 18h. Isto para além daqueles que decorrerem às habituais 19/20h. Quanto à sua transmissão, esta está reservada exclusivamente à Sport TV.

Para além dos novos horários, a questão do nome parece ser a única novidade. Isto porque a competição já foi conhecida por Taça Carlsberg, Taça Bwin, Taça da Liga e finalmente por Taça CTT. A questão da alteração do nome prende-se por razões de patrocínio.

O Grupo A é composto pelo Benfica, Rio Ave, Desportivo das Aves e o recém-despromovido Paços de Ferreira. O Grupo B é constituído pelo Sporting de Braga, Tondela, Vitória de Setúbal e Nacional, possuindo duas equipas que já levantaram o troféu desde a sua criação (Braga e Setúbal). No Grupo C temos o FC Porto, Chaves, Belenenses e o Varzim da segunda liga. Finalmente, no Grupo D temos o Sporting (detentor em título da competição), Estoril, Marítimo e Feirense.

Serão um total de três jornadas, enfrentando-se apenas uma vez todas as equipas de cada grupo. O vencedor do Grupo A enfrentará o vencedor do Grupo C, encontrando-se na outra semi-final, os vencedores dos grupos B e D.

Lê também: Fica a saber onde podes ver os jogos das equipas portuguesas na Liga dos Campeões

Em comunicado de imprensa, o Presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, Pedro Proença, deixou o seu comentário a esta renovação:

Esta é uma competição absolutamente renovada, com um novo patrocinador, com um novo conceito. Há pequenos detalhes que fazem toda a diferença. Hoje tudo está programado ao milímetro, temos uma cobertura completa, por parte da Sport TV, daquilo que esta competição pode traduzir.

Estamos muitíssimo satisfeitos com este modelo competitivo. O nosso Campeão de Inverno será encontrado na última semana de janeiro. Vamos ter os denominados quatro grandes a entrarem nesta última fase. Serão quatro grupos vividos com uma grande intensidade. Antecipamos, por isso, grandes jogos.

Estamos a preparar uma Final Four num patamar muitíssimo elevado e que irá traduzir aquilo que temos estado a fazer, que é trabalhar para os adeptos.

Esta é uma competição que tem, fundamentalmente, um conceito. E foi isso que trouxemos quando aqui chegamos.

Muitas vezes, quando olhamos para estas grelhas antecipadas, pensamos que os clubes grandes têm privilégios para poderem chegar à Final Four, mas aquilo que temos verificado é que isso não acontece. Por outro lado, também temos sentido por parte dos denominados clubes maiores a grande importância que dão a esta competição, à sua relevância e à notoriedade que ela já traz para os próprios clubes.”