Sintra
Fotografia: Divulgação

Sintra celebra Jornadas Europeias do Património

Nos dias 28, 29 e 30 de setembro assinalam-se as Jornadas Europeias do Património. A Parques de Sintra vai organizar visitas guiadas temáticas a Monserrate e aos Palácios de Queluz, Sintra e Pena. O Palácio de Monserrate vai estar aberto à noite, em data ainda por anunciar. 

No dia 28, a visita guiada ao Palácio de Monserrate vai ter como tema a vivência britânica da Quinta de Monserrate. A atividade vai permitir saber mais sobre as rotinas e o quotidiano do ambiente britânico que se instalou na Serra de Sintra no século XIX. O conservador do Palácio Nacional da Pena vai orientar uma visita guiada, no mesmo dia, sobre as reservas deste monumento. Vai ser apresentada uma seleção de peças e, se possível, observar a paisagem a partir do exterior da cúpula. 

No Palácio Nacional de Sintra vai ser possível conhecer, no dia 28, o projeto que evoca a visita da Rainha Alexandra da Grã-Bretanha a Sintra. Em colaboração com o Palácio Nacional da Ajuda, é recriada a mesa do almoço oferecido pela Rainha D. Maria Pia, em 1905.

No dia 29 decorrem duas visitas aos Jardins do Palácio Nacional de Queluz. A atenção vai para as esculturas destes jardins enquanto exemplos de representações sobre monstros, deuses e heróis. No dia 30, o percurso por estes jardins vai mostrar as divindades da natureza, através da estatutária e das espécies vegetais.

A data da abertura noturna do Palácio de Monserrate ainda está por anunciar. A participação nas atividades é gratuita mas é exigida inscrição prévia. O número de participantes é limitado. 

LÊ TAMBÉM: KODALINE GRAVAM NOVO VIDEOCLIPE EM SINTRA
Comemorar o património europeu

As Jornadas Europeias do Património são uma iniciativa conjunta da Comissão Europeia e do Conselho da Europa. Este ano o tema é Partilhar Memórias. O objetivo passa por divulgar o património comum da Europa e promover a sua proteção. O evento decorre nos 50 Estados signatários da Convenção Cultural Europeia. 

“O objetivo do Ano Europeu do Património Cultural e das JEP é encorajar cada vez mais pessoas a descobrir e a envolver-se com o património cultural da Europa, reforçando o sentimento de pertença a um espaço comum”, explica a Direção-Geral do Património Cultural, em comunicado.