poesia
Foto: Unsplash

Esta poesia não é de ‘velhos’: 5 jovens poetas para ler e reler

A poesia não é coisa do século passado. Muitas vezes associamos poesia aos versos antigos de Camões ou até aos mais modernos de Fernando Pessoa e pensamos que a boa poesia não é do nosso tempo. Mas não podíamos estar mais enganados! Existem poetas jovens que escrevem hoje e podem vir a ser a poesia do amanhã. O Espalha-Factos dá-te a conhecer alguns, todos com publicações disponíveis em Portugal.

Rupi Kaur

poesia
Foto: website oficial de Rupi Kaur

Rupi Kaur é provavelmente uma das poetisas mais conhecidas do século XXI. Com apenas 25 anos, Rupi já publicou uma considerável quantidade de obras literárias em todo o mundo. O seu mais famoso trabalho, Milk and Honey, já vendeu milhares de exemplares e foi reconhecido pelo jornal New York Times como um bestseller.

A jovem é conhecida como uma “instapoet”, pois esta partilha no Instagram imagens ilustradas dos seus versos (@rupikaur_). É também conhecida pela sua irreverência e forma peculiar de ver o mundo. O Instagram chegou a bloquear uma fotografia em que a poetisa estava numa cama onde se via uma pequena mancha de sangue menstrual. Apesar do sucedido, Rupi continua a desafiar os media com as suas fortes formas de expressão e opiniões acerca do universo feminino, principalmente.

Sarah Kay

poesia
Foto: website oficial Project Voice

Outra jovem poeta que vale a pena conhecer é Sarah Kay. Sarah é uma jovem americana que, para além de escrever poesia, também é conhecida pelas suas declamações. O seu livro mais conhecido chama-se No Matter The Wreckage e foi editado em vários países, incluindo Portugal.

Sarah é também fundadora do Project Voice, um grupo que mostra como a poesia pode servir de instrumento motivacional para o dia-a-dia. A sua poesia é, aliás, conhecida pelas mensagens positivas e emotivas que transmite e pela sua linguagem simples e acessível a todos.

Morgan Parker

poesia
Foto: website oficial de Morgan Parker / por Rachel Eliza Grifftihs

Morgan Parker tem um estilo de poesia que se pode considerar totalmente peculiar. A jovem poeta expressa os seus sentimentos e emoções incorporando muitas vezes a figura de Beyoncé, a estrela do pop. O seu livro mais conhecido, There Are More Beautiful Things Than Beyoncé, foi editado o ano passado e fez furor.

Na sua escrita, a poetisa americana de 30 anos faz também várias referências políticas e à cultura pop, incorporando-as na sua escrita irreverente. É reconhecida como uma das escritoras do século XXI que, através da sua arte, explora e expõe a complexidade do universo feminino negro.

Ocean Vuong

poesia
Foto: website oficial da Poetry Foundation

Ocean Vuong é um jovem americano de 29 anos. Poeta e ensaísta, é um dos poetas contemporâneos mais interessantes e cativantes do século XXI. A sua obra de destaque tem o nome de Night Sky With Exit Wounds e, apesar de já ter dois anos, continua a ser uma leitura obrigatória para os fãs de poesia contemporânea, entre outras.

A sua vida é curta ainda, mas a sua história é já longa e complexa. Ocean é filho de um antigo soldado norte-americano que se apaixonou por uma jovem vietnamita. Com apenas dois anos, a sua família foi expulsa do Vietname e viveu num campo de refugiados nas Filipinas. De refugiado a escritor de poemas, Ocean foi já elogiado por críticos literários de todo o mundo, incluindo o New York Times, e recebeu prémios como o Forward Prize For Poetry.

Steve Roggenbuck

poesia
Foto: disponibilizada por Steve Roggenbuck ao site thefanzine.com

Com um estilo irreverente e pouco habitual no universo da poesia, Steve Roggenbuck tem sido gradualmente reconhecido pela sua escrita em todo o mundo. De facto, o jovem de 30 anos não é poeta da forma mais convencional. Este utiliza plataformas como o Twitter (@stevenroggenbuck) ou o Instagram (@stevenroggenbuck) e, através de imagens, vídeos ou tweetspartilha pensamentos e frases poéticas. O jovem tem também um livro editado em Portugal, Spy Kids Review Issue Four em colaboração com outros autores.

A New York Times T Magazine já o apelidou de “profeta” e considerou o seu trabalho como visionário. A forma de expressão do jovem já causou bastante controvérsia no universo literário, sendo que há quem não considere Steve um poeta, muito menos um “profeta”. Ainda assim, Steve Roggenbuck não deixa de ser um nome a ser mencionado no âmbito da poesia contemporânea, quer se seja fã ou nem por isso.

LÊ TAMBÉM: FEIRA DO LIVRO DO PORTO: SABE QUAIS OS MOMENTOS QUE NÃO DEVES PERDER

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Beyoncé e Adele
Adele exalta novo trabalho de Beyoncé