A Purism anunciou que pretende expedir as primeiras unidades do Librem 5 para os apoiantes da sua campanha de crowdfunding já em abril de 2019. O anúncio foi feito no blog da empresa.

O Librem 5 é o primeiro smartphone desenvolvido pela Purism. Até há pouco tempo, a empresa desenvolvia computadores com foco na privacidade do utilizador e na utilização de software livre (open source), características essas que lhe valeram popularidade junto da comunidade open source. Há um ano, iniciou uma campanha de crowdfunding para criar um smartphone assente nos mesmos princípios.

A data de lançamento inicial para a expedição das primeiras unidades, janeiro de 2019, teve que ser alterada devido a dois problemas encontrados com o processador utilizado. Estes dois bugs afetam o consumo e gestão de energia, e foram reportados ao fabricante, a NXP.

Lê também: Librem 5, o smartphone com Linux e foco na privacidade do utilizador

Devido às falhas encontradas, a Purism estima um atraso de três meses em relação à data inicial, sendo abril de 2019 a nova data.

Com o anúncio, a empresa aproveitou para disponibilizar imagens atualizadas e alguns detalhes do processo de desenvolvimento do equipamento.

O Librem 5 vai utilizar a SoC i.MX8, com quatro processadores ARM Cortex A53 e dois ARM Cortex A72; terá disponíveis 3Gb de RAM e 32GB de armazenamento eMMC, ligação USB Type C e jack de 3.5mm, ecrã de cinco polegadas, WiFi, Bluetooth, GPS e 4G.

Para além destas características, que estão dentro do “normal”, o equipamento terá também killswitches físicos para a câmara, microfone, WiFi, modem 4G e Bluetooth.

O sistema operativo do Librem 5 não será Android ou uma variante deste, mas sim o PureOS, distribuição de GNU/Linux que a empresa desenvolve para os seus portáteis e que está a adaptar para utilização num smartphone.