NOS Audiovisuais

5 curiosidades sobre ‘The Nun – A Freira Maldita’

O filme de terror cujo teaser era tão assustador que o Youtube foi obrigado a removê-lo, chega a Portugal dia 6 de setembro. The Nun – A Freira Maldita é o quinto filme do franchise The Conjuring.

A freira, ou melhor o demónio Valak, apareceu pela primeira vez em The Conjuring 2 – A evocação. Agora volta para aterrorizar uma abadia romena, após uma jovem freira cometer suicídio.

Lê também: ‘THE NUN – A FREIRA MALDITA’ É UM DOS PIORES FILMES DE THE CONJURING

The Nun – A Freira Maldita acompanha dois enviados do Vaticano à Roménia para resolver o mistério por detrás deste suicídio. Porém, o Padre Burke interpretado por Demian Bichir, e a freira Irene (Taissa Farmiga, conhecida pelo seu papel em American Horror Story) são confrontados com forças sobrenaturais, e com o segredo que a Ordem esconde.

O Espalha-Factos preparou-te uma lista de curiosidades com situações caricatas que envolvem a produção e rodagem do filme:

1- A equipa de The Nun – A Freira Maldita teve que construir a igreja da Abadia de Santa Carta nos estúdios da Castel Film já que é proibido filmar dentro de igrejas na Roménia.

2- A produção foi abençoada por um padre ortodoxo, o Padre Cosmin, no castelo Corvin.

Fonte: NOS Audiovisuais

3- Alguns dos adereços utilizados no filme foram utilizados também em Annabelle 2: A Criação do Mal. Exemplo disso são uma foto com algumas freiras e uma cruz.

Lê também: ‘ANNABELLE 2: A CRIAÇÃO DO MAL’ É A MELHOR ESTREIA DE TERROR EM PORTUGAL

4- Foi usado tanto tecido preto para fazer os hábitos das freiras que a fábrica na Roménia que estava a fornecer a equipa de produção ficou sem material.

5-Durante a rodagem de algumas cenas noturnas no castelo Corvin, um morcego entrou nas tendas e foi contra Bonnie Aarons, a atriz que dá vida à temível freira. Aarons estava caracterizada, e o morcego ficou tão atordoado que precisou da ajuda de um dos membros da equipa de efeitos visuais para conseguir sair da tenda.

 

 

Mais Artigos
Cinema
Salas de cinema registam quebra de 95,6% no número de espetadores em julho