Gonçalo Teixeira, destacou-se por ter aparecido ao lado de Madonna, na última edição da revista Vogue Itália. No percurso do manequim contam-se já três globos de ouro, campanhas, editoriais e desfiles para marcas como Guess ou Emporio Armani. O Espalha-Factos esteve à conversa com o modelo, que protagonizou o editorial fotografado pela dupla de fotógrafos Mert Alas e Marcus Piggott (Mert & Marcus).

Espalha Factos – Acaba de completar 30 anos, qual a sensação de ainda estar no ativo, numa indústria tão competitiva e em constante renovação, como a indústria da moda?

Gonçalo Teixeira – A sensação é incrível, tendo em conta que tudo começou há 13 anos. Sem dúvida alguma que tem sido um sucesso em termos de longevidade. Sinto-me bastante realizado nesse aspeto.

EF – O que sente serem os “segredos”, para uma maior longevidade, na carreira de um manequim?

Gonçalo Teixeira e Madonna, Vogue Itália

GT – A meu ver o principal segredo é desejar muito que isso aconteça e depois há a questão genética da qual não podemos fugir. Quando desejamos muito alguma coisa, significa que temos de lutar por essa coisa e neste caso também a potenciarmos, ou seja, nesta situação a alimentação, descanso, treinos físicos, tudo o que engloba a imagem são alguns dos segredos, mas sem dúvida que uma carreira na moda como modelo não depende só do querer.
E para desmistificar aquilo que é a crença geral, não é necessariamente uma carreira que terá que ser curta. Dependemos da nossa imagem, logo dependemos também de como nos mantemos em melhor ou pior forma e de como o nosso corpo evolui. Existem modelos com 50 anos no ativo.

EF – Qual o impacto de fazer Vogue Itália, ao lado de uma cantora como Madonna, no seu 60º aniversário?

GT – Obviamente que em termos profissionais é gratificante poder participar num shooting com uma referência mundial como é a Madonna. Mais ainda sendo este trabalho realizado pela melhor dupla de fotógrafos da atualidade, e para uma das melhores revistas de moda do mundo.

EF – Que feedback houve por parte de colegas, amigos e público, ao trabalho?

GT – Muito entusiasmo e felicidade sem dúvida alguma. Todas as pessoas que me desejam bem e que estão na minha vida, seja de que forma for, ficaram bastante felizes com este trabalho.

LÊ TAMBÉM: CASTANHO: 5 SUGESTÕES DE LOOKS ECONÓMICOS COM A COR DA ESTAÇÃO

EF – Como era o ambiente no set? Descontraído? Há alguma história que nos queira contar?

Gonçalo Teixeira com Madonna, Ruben Rua e Dino D’Santiago durante o shooting para a Vogue Itália

GT – Eu até contava, se houvesse realmente algo para contar. Foi uma sessão bastante longa, mas acima de tudo teve uma boa energia, e isso é o mais importante em qualquer shooting.

EF – A interação com Madonna foi a esperada? Havia algum tipo de preocupação pela persona com que iam fotografar?

GT – Ela foi bastante simpática e tudo correu da melhor forma possível. Sinceramente, eu não tive qualquer tipo de preocupação, tendo em conta que a minha profissão passa muitas vezes por fotografar com figuras de renome internacional, como foi neste caso.

EF – Em jeito de balanço, que trabalhos sente que ainda lhe faltam realizar?

GT – Eu acredito que o melhor da minha carreira ainda estará por vir, mas sinto que todo o esforço e dedicação que investi valeram, e valem, sempre muito a pena.