O ator francês Gérard Depardieu foi hoje (30) acusado do crime de abuso sexual por uma atriz da mesma nacionalidade com 22 anos, segundo BBC News. O canal de notícias francês BFM TV garante que a acusação vem já de segunda-feira (27). Depardieu nega “absolutamente” as acusações.

A alegada vítima, que mantém para já o anonimato, relatou ter sido violada por Gérard Depardieu numa das suas casas em Paris, ainda este mês. Os dois conheciam-se, alegadamente, antes de o crime ter tido lugar.

O BFM TV reporta ainda que a atriz estudava numa escola em que Depardieu dá aulas e que a mesma, como indica o seu agente, se encontra “devastada” pelos alegados ataques. A atriz fez a declaração do caso à polícia da comuna de Lambesc, no sul de França, que foi mais tarde tomada por procuradores da capital do país.

As acusações foram negadas por Gérard Depardieu, como já referido, através de um comunicado lançado pelo seu advogado, Hervé Temime.

Para além de assegurar que o seu cliente vai ser absolvido no fim das investigações, o advogado de Gérard Depardieu contou, à rádio France Info, que teve um longo encontro com o ator e que está “absolutamente convencido de que a sua inocência será provada“. Ainda de acordo com Hervé Temime, o ator está “abalado” pelas acusações, que “foram contra tudo o que ele é e respeita“.

Gérard Depardieu é um dos atores franceses mais famosos em todo o mundo. É mais conhecido pelo seu papel enquanto Obélix nos filmes de Astérix. Em 1991, foi nomeado para o Oscar de Melhor Ator Principal pelo filme Cyrano de Bergerac (1990).

Atualizada às 23h14 (30/08/2018)