Entre 13 e 15 de setembro, o Centro Cultural de Lagos acolhe uma nova edição do Festival de Flamenco mais antigo que se realiza em Portugal.

Durante três dias, a cidade algarvia volta a ser o epicentro do evento que celebra este ano a sua 17.ª edição, trazendo para o palco novos espetáculos visuais e sonoros.

«Nesta edição, houve um cuidado especial na diversificação dos 3 espetáculos a apresentar. Cada espetáculo é diametralmente oposto, para que o público entenda as diferentes linguagens atuais deste género de música e dança, elevado a Património Imaterial da Humanidade em 2010 pela UNESCO», adianta em comunicado a Ibérica Eventos & Espectáculos, entidade promotora do evento.

À semelhança das edições anteriores, cada espetáculo procura transmitir as três formas de ver e sentir o flamenco, nomeadamente o cante, o toque e o baile, interpretados por jovens referências e artistas já consolidados no género.

Programação

O festival arranca no dia 13 de setembro com o Cuadro Flamenco, isto é, espetáculo de dança flamenca com músicos em direto, que integra Gonzalo Quintero e Rocio Alcaide (baile), Ramón Amador (guitarra), Jesus Flores e Tremendo Hijo (voz e palmas).

Flamenco

Foto: divulgação

Nos dias seguintes, os espetadores vão poder assistir a outros palos (géneros) e apreciar vozes e sons de guitarra e piano únicos.

A programação completa da 17.ª edição do Festival de Flamenco de Lagos pode ser consultada na página de Facebook do evento.

O festival conta com o apoio da Câmara Municipal de Lagos e terá lugar no Centro Cultural de Lagos, na Rua Lançarote de Freitas.

Cada espetáculo tem um custo de 12 euros e começa pelas 21h30. Os bilhetes podem ser adquiridos a partir do dia 4 de setembro, através do telefone 282 770 450 ou no local do evento.

Lê também: DA MAGIA AO TEATRO, DO CINEMA À DANÇA: LISBOA É PALCO DE ESPETÁCULOS GRÁTIS ATÉ SETEMBRO