They Shall Not Grow Old é o próximo filme realizado por Peter Jackson e será um documentário acerca da Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Este projeto vai coincidir com o centenário do conflito e foi encomendado pela 14-18 Now e pela Imperial War Museums.

O projeto foi criado através de filmagens e audios dos arquivos da BBC. As filmagens foram então coloridas e transferidas para 3D de modo a oferecer uma experiência mais cinemática e fazer com que a audiência sinta uma maior ligação com os soldados.

Eu queria atravessar a neblina do tempo e trazer estes homens para o mundo moderno, de modo a poderem voltar a ter a sua humanidade, em vez de serem apenas vistos como figuras ao estilo de Charlie Chaplin em filmagens de arquivo. Ao usarmos os nossos computadores modernos para apagar as limitações técnicas de filmes com 100 anos, poderemos ver e ouvir a Grande Guerra como eles a viveram“, disse Peter Jackson.

Segundo Tricia Tuttle, diretora artística do Festival de Cinema de Londres, “(…) o filme de Peter oferece uma nova compreensão acerca da experiência humana na frente de batalha“.

O projeto marca a primeira vez que Peter Jackson realiza um filme desde que concluiu a trilogia O Hobbit, em 2014. O realizador iniciou a sua carreira na Nova Zelândia e destacou-se pelos seus filmes de terror de baixo orçamento durante a década de 1980. A sua carreira mudou drasticamente com o sucesso da trilogia O Senhor dos Anéis (2001-2003), que lhe deu uma maior liberdade nos seus projetos seguintes. Infelizmente, os seus créditos enquanto realizador têm sido cada vez mais esporádicos e Jackson tem-se focado mais na produção de filmes como Distrito 9 (2009) e Mortal Engines (2018) desde aí.

They Shall Not Grow Old vai estrear no Festival de Cinema de Londres no final do ano. Ainda não há uma data de estreia prevista para Portugal.