a todos os rapazes
Foto: Netflix/ Awesomeness Films/ Masha Weisberg

‘A Todos Os Rapazes Que Amei’: um filme com um fim um pouco diferente do livro

A Todos Os Rapazes Que Amei é a nova produção da Netflix. A nova comédia romântica deste verão estreou no dia 17 de agosto e é baseada na obra literária de Jenny Han com o mesmo título. No entanto, o fim do filme e o fim do livro não são exatamente iguais e Espalha-Factos conta-te porquê… (atenção, há spoilers mais à frente!). 

A nova história adaptada pela Netflix centra-se numa adolescente chamada Lara Jean Song Covey. Lara Jean vive com a sua irmã mais velha (Margot), a sua irmã mais nova (Kitty) e o seu pai – a mãe das três irmãs morreu quando estas eram pequenas.

LJ, como é carinhosamente chamada, nunca teve um namorado. Nunca se declarou a nenhum rapaz nem revelou o que sentia. Em vez disso, escreveu a cada uma das suas cinco paixões adolescentes uma carta e guardou-as na caixa dada pela sua mãe antes de falecer. É a ler essas cartas e a imaginar cenários românticos com cada um destes rapazes, que Lara Jean vive o seu dia a dia.

Amores imaginários que se tornam reais

Tanto no filme como no livro, tudo se complica quando a irmã mais velha, Margot, parte para a faculdade na Escócia e decide terminar a sua relação com o namorado, Josh Sanderson. Antes de Margot namorar com Josh, Lara Jean já tinha uma amizade com o vizinho e não só: ele é uma das cinco pessoas a quem ela escreveu sem ninguém saber. Com a partida da sua irmã e o relacionamento entre os dois terminado, Lara Jean fica confusa com os seus sentimentos.

Ao mesmo tempo que tudo isto acontece, as cartas de Lara Jean desaparecem misteriosamente e são enviadas para cada um dos rapazes que ela já amou, incluindo Josh. Numa tentativa desesperada de evitar lidar com Josh, a adolescente decide fingir uma relação com Peter Kavinsky, uma das suas anteriores paixões que recebeu também uma carta. Peter aceita porque quer fazer ciúmes à sua ex-namorada, a clássica ‘mean girl’ de qualquer secundário.

À medida que o tempo passa, Peter e Lara Jean começam a desenvolver sentimentos reais um pelo outro – um clássico de qualquer comédia romântica. Após uma viagem à neve organizada pela secundária, os dois desentendem-se e a sua relação complica-se.

a todos os rapazes
Foto: Netflix/ Awesomeness Movies/ Masha Weisberg

Dois fins distintos e uma possível sequela

É neste ponto da história que o filme e o livro enveredam por caminhos diferentes. No filme, tanto Lara Jean como Peter revelam os seus sentimentos e terminam juntos. Mas no livro, o seu final feliz não é assim tão claro. O livro termina com as palavras “Querido Peter”, dando a entender que Lara Jean vai escrever uma segunda carta, revelando finalmente os seus sentimentos. No entanto, não fica explícito que os dois ficam juntos.

O final feliz do filme é apenas escrito no segundo livro da autora japonesa. É isso mesmo: a história de Lara Jean está dividida numa trilogia e apenas no segundo livro – PS: I still love youé que Peter e LJ terminam juntos.

Mas a verdade é que o drama não fica por aqui: a história complica-se quando a autora introduz um outro personagem, John Ambrose McClaren. John é uma das cinco paixões de Lara Jean que também recebeu uma carta e vem responder à sua declaração de amor. No filme, esta personagem surge numa cena final, com a irmã mais nova de Lara a abrir a porta e chamar a irmã.

Tendo em conta o rumo da história nos livros, a Netflix deixa assim em aberto uma possível sequela, visto que esta é uma personagem de peso no universo literário de Jenny Han. Aos fãs, só resta esperar por novidades.

LÊ TAMBÉM: LIVROS DE FANTASIA PORTUGUESES? EXISTEM E RECOMENDAM-SE

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Daniela Ruah Investigação Criminal L.A.
Passaporte revela os 12 atores escolhidos para a edição de 2020