Depois do estrondoso sucesso da primeira temporada, os fãs da série da Netflix podem ficar descansados: The End of the F***ing World vai mesmo regressar para uma segunda parte.

Para quem ainda não conhece, The End of the F***ing World segue James (Alex Lawther) e Alyssa (Jessica Barden). Ele tem a certeza que é psicopata e quer matar — assim que surge a nova cool girl da escola. Depois de uma série de eventos violentos, os dois jovens outsiders embarcam numa aventura inesperada em fuga à polícia que acaba por os levar ao caos, em tons de humor negro.

season 2 de The End of the F***ing World

(Fotografia: Netflix)

A série, que estreou originalmente em outubro do ano passado no britânico Channel 4, chegou no início deste ano ao catálogo internacional da Netflix. A comédia negra, que já era um fenómeno no Reino Unido, ficou rapidamente popular a nível internacional quando distribuída pelo serviço de streaming.

Agora, o canal inglês e a Netflix confirmaram os rumores e anunciaram oficialmente a chegada de uma segunda temporada. A nova parte vai ser escrita por Charlie Covell, argumentista da primeira temporada.

TEOTFW Season 2

we'll be f***ing back.

Publicado por The End Of The F***ing World em Terça-feira, 21 de agosto de 2018

 

Em entrevista ao Collider, Covell revelou que uma segunda temporada teria de voltar a manter o foco sobre ambos os protagonistas, mas teria também de expandir o mundo construído na primeira.

Estamos a explorar e a ver o que é possível fazer para expandir o mundo e ver onde chegamos. Mas concebemos a série como um filme, em estrutura. E acho que é algo que temos de ampliar se queremos mais história.”

O que pode acontecer?

Ainda não existem informações oficiais sobre o enredo da segunda temporada de The End of the F***ing World, embora os fãs já tenham encontrado algumas teorias sobre o que pode estar por vir.

No entanto, há um detalhe deixado de fora da primeira temporada que deixa em aberto a continuação da série. Jonathan Entwistle, criador da série, revelou ao Collider que, apesar do final ser bastante semelhante ao original da banda desenhada homónima de Charles S. Forsman, há um pormenor que muda a história.

Para quem leu as bandas desenhadas, sabe que terminam de forma bem definitiva. E há um prólogo que nunca chegamos a gravar e que termina com ambiguidade — se é que isso faz sentido. Acho que queríamos a oportunidade de poder continuar a história […]. Quando estávamos a organizar o enredo, tivemos muito em conta a banda desenhada e fez sentido terminar daquela forma.”

(Fotografia: Netflix)

O prólogo em questão [spoiler alert] mostra Alyssa, sentada sozinha no seu quarto depois do tiroteio na praia, a gravar o nome de James no seu braço com um prego. Esta cena mostra de forma clara que o personagem teve, de facto, um final trágico, mas a ausência da mesma na série deixa em aberto a possibilidade de continuar a história. “Afinal de contas, achamos que aquela era uma boa forma de deixar as coisas em aberto,” disse Entwistle à publicação.

Lê também: The End of the F***ing World‘: o grande sucesso da Netflix

Ainda não existe data de estreia oficial para a nova parte de The End of the F***ing World. A segunda temporada vai estrear no Reino Unido através do Channel 4 e será depois distribuída globalmente pela Netflix.