Variety

Benicio Del Toro confirmado no próximo filme de Oliver Stone

O ator porto-riquenho Benicio Del Toro foi hoje confirmado no próximo filme de Oliver Stone. O projeto ainda não tem estreia marcada, mas já tem nome definido: White Lies. Vai contar não só com a realização como também o argumento do cineasta norte-americano. O drama vai passar-se em Nova Iorque, nos Estados Unidos, e as gravações começam já na próxima primavera.

Depois de Snowden (2016), White Lies é o próximo desafio do realizador responsável pelo clássico de guerra Platoon – Os Bravos do Pelotão (1986). A história vai centrar-se em Jack – a personagem de Benicio Del Toro -, um filho de pais divorciados que está a cometer os mesmos erros deles e se depara num processo de redescoberta ao conhecer uma mulher muito diferente de si mesmo. Esta será a segunda colaboração entre Oliver Stone e Del Toro, depois do policial Selvagens (2012).

Benicio Del Toro em Selvagens (2012), de Oliver Stone (Fotografia: IMDb)

Benicio Del Toro é detentor do Oscar de Melhor Ator Principal, por Traffic – Ninguém Sai Ileso (2000), e foi apenas o segundo ator do seu país (Porto Rico) a levar a estatueta dourada para casa. A primeira tinha sido Rita Moreno, que venceu o prémio de Melhor Atriz Secundária por Amor Sem Barreiras (1961). Este musical, que conta com a eterna Natalie Wood, venceu dez prémios da Academia.

Entre as últimas presenças de Benicio Del Toro em filmes, contam-se Sicario – Infiltrado (2015) e a respetiva sequela e, ainda, o oitavo episódio da saga Guerra das Estrelas, estreado no ano passado.

Oliver Stone, por sua vez, já foi galardoado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas em três ocasiões: Oscar de Melhor Realizador por Nascido a 4 de Julho (1989) e o já referido Platoon – Os Bravos do PelotãoOscar de Melhor Argumento Adaptado por O Expresso da Meia-Noite (1978).

O cineasta serviu, por vontade própria, o seu país na Guerra do Vietname, por parte do Exército dos Estados Unidos. Embora a recorrente expressão de controvérsia política nos filmes da sua autoria – é exemplo máximo disso o thriller de conspiração JFK (1991) -, Oliver Stone é um dos mais conceituados realizadores da atualidade.

Mais Artigos
O realizador português esteve presente para uma conversa intimista.
MOTELX ’20: Pedro Costa e a sua Vitalina, os zombies e Tourneur em ‘Filmar as Trevas’