Mashable

Harrison Ford negoceia papel em ‘Call of the Wild’

Segundo a revista americana Variety, Harrison Ford estará em negociações para protagonizar a nova adaptação cinematográfica de O Apelo Selvagem (1903), romance de Jack London. A animação, a estrear em Portugal a 26 de dezembro de 2019, dará pelo nome Call of the Wild e contará com a realização de Chris Sanders, cineasta autor de Lilo & Stitch (2002), Como Treinares o Teu Dragão (2010) e Os Croods (2013). O ator vai encarar o papel de John Thornton, o homem que se torna o último dono de Buck, o cão em quem a história se centra.

A produção, pertencente ao estúdio 20th Century Fox, vai começar no início de setembro e terá como argumentista Michael Green, nomeado para um Oscar por Logan: The Wolverine (2017) e conhecido pelos seus trabalhos em Blade Runner 2049 (2017) e Um Crime no Expresso do Oriente (2017). A animação vai ser construída no estúdio de efeitos especiais Technocrops, fundado pelo supervisor da produção virtual de Avatar (2009), Glenn Derry.

A obra literária de aventura debruça-se sobre a caça ao ouro de Klondike, que aconteceu em Yukon, Canadá, entre 1896 e 1899, quando os cães de trenó eram muito utilizados para transporte na neve. Jack London foi inovador, na época, por ter como personagem principal um cão, Buck, e expor desse modo o seu ponto de vista ao longo do livro.

A primeira adaptação cinematográfica do conto de London foi um filme mudo de 1923, realizado e escrito por Fred Jackman. A versão de 1935 contou com Clark Gable, ator mais tarde eternizado pelo épico E Tudo o Vento Levou (1939), e com Loretta Young. Em 1972, foi lançada outra adaptação deste romance, desta vez com a famosa estrela de Ben-Hur (1959), Charlton Heston, também no papel da personagem que Harrison Ford irá encarar.

Até à data, mais nenhum ator foi ligado ao elenco do filme.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
'The Disciple' venceu o galardão de Melhor Filme LEFFEST.
LEFFEST’20. ‘The Disciple’ e ‘The Best Is Yet To Come’ são os grandes vencedores