Rubel, o cantautor brasileiro que se estreou aos ouvidos do público com o álbum Pearl, de 2015, apresenta agora o sucessor, Casas, com três concertos planeados em terras lusas. O músico, que conquistou o público brasileiro e português logo com o primeiro álbum, do qual se destaca o tema Quando Bate Aquela Saudade, atua em palcos portugueses em Lisboa e Vila Nova de Famalicão.

O Musicbox é a sala de concertos lisboeta que vai receber o artista, no dia 10 de agosto, com um custo de 8 euros. De seguida, é Vila Nova de Famalicão que acolhe Rubel e em dose dupla. Dia 17, atua no festival Devesa Sunset e, no dia 18, no festival OITO24.

O artista vem em apresentação do seu novo álbum Casas, composto por 14 faixas. Rubel reúne várias influências distintas e como um chefe de cozinha de fusão, junta vários elementos de âmbitos diferentes num resultado coeso e único. Ao juntar a música popular brasileira com outras vertentes eletrónicas e derivadas do hip-hop, Rubel assina o novo disco com uma sonoridade evoluída e diferente da anterior.

Pearl e Casas

O primeiro álbum Pearl vem a partir duma experiência de intercâmbio em Austin, Texas. Lá, Rubel descobriu a casa que origina mais tarde o nome do disco. Como já referiu em entrevistas, o artista afirma que cresceu no Brasil a ouvir que não dava para ser músico no seu país. Assim, só faz sentido que o álbum que sucede Pearl seja exatamente sobre Casas e seja a procura da sua casa, no Brasil.

Após Portugal, Rubel tem vários concertos agendados no Brasil, nas semanas que se seguem. De certa forma, talvez nestes concertos Rubel encontre a sua casa, em Portugal.