Tem raízes no Médio Oriente e faz revisitar as mais recônditas recordações de infância de qualquer um… O Crochê é uma técnica artesanal associada ao tempo das nossas avós que renasce das cinzas e ganha força nas coleções de verão de 2018.

Longe vai o tempo em que crochê era sinónimo de toalhas e naperons. Esta técnica de costura chinesa tornou-se um alicerce para vários movimentos de arte contemporânea, como a arte urbana, e opção primordial de grande parte das escolas de design, como o design de interiores e, indiscutivelmente, o design de moda.

Escusado será dizer que a moda é um sistema cíclico e, com a tendência vintage a ganhar mais terreno a cada estação que passa, nunca pareceu tão oportuno voltar atrás no tempo. No processo criativo das marcas de roupa a tendência não tem sido esquecida, adotando-a não só para o setor de swimwear, indispensável  nas semanas que se avizinham, mas também em vestuário mais casual como tops, calções ou vestidos.

As coleções apresentadas por alguns dos gigantes da indústria, como Balmain ou a francesa Dior, fazem crescer uma vontade de retirar dos baús peças utilizadas pelos nossos antepassados ou, quem sabe, exercitar esta arte que, diz o senso comum, pode trazer benefícios como a redução de stress ou a melhoria da concentração de quem a pratica.

Caso esse cenário não seja viável para já, o Espalha-Factos selecionou algumas peças em crochê que vais encontrar nas lojas mais perto de ti e com as quais podes construir os outfits para os dias mais quentes.

Lê também: Conhece as malas tendência deste verão